domingo, 31 de agosto de 2008

bom dia, Peshawar... em 90 cm

Cheguei em Peshawar após 10 horas de vôo Nagoya - Dubai (onde tripulei), 2 horas para me arrumar e preparar a mala. Aí que o marido tem um chilique histérico escalafobético porque pedi para que ele me buscasse de carro no aeroporto de Islamabad (que fica, na verdade, em Rawalpindi). Aí descubro que o bonito não tem habilitação, huahuahua. Seria bem mais fácil dizer a verdade do que amar na mentira, mas não, ele preferiu criar climão dizendo que quando combinamos algo, não podemos mudar depois.

Depois de 3 horas de vôo Dubai - Islamabad (como passageira, pelo menos vim de executiva porque soy rica), uma correria em Rawalpindi para comprar um chip de celular ao lado do concunhado (e no final não deu certo, continuo sem celular no Paquistão, usando apenas a linha de Dubai), que insistia para que eu aceitasse um refresco.

Tipos... A Pakistan International Airlines, especialmente na business, é um tal de entrocha comida e bebida nos passageiros que pousei rolando. E never que tomaria mais um líquido ali. Pra que?

- Karina, toma essa limonada.
- Obrigada. Mas não posso aceitar. Não quero ter que fazer xixi na estrada.

- Faça aqui na rodoviária - disse o sabichão.

Eu fiz. Era indian toilet. Zente. Eu enrolei a dupatta no pescoço, tirei as calças (como não tinha onde pendurar, também enrolei no pescoço, me equilibrei nas cócoras e fiz xixi. A sorte é que sempre carrego lencinhos comigo e não passei o aperto de ter que me lavar com o baldinho (iiiirj, ca nooojo).

Voltei.

- A aí, Karina? Deixa-me adivinhar... Era o banheiro mais limpo do mundo né? - divertiu-se o gordzeenho.
- Ó. Tó que não tomo mais nenhum líquido porque não quero passar pelo mesmo aperto em Nowshera.

Começamos a rir. Porque, porra, a única parada do ônibus seria em Nowshera. Now-fucking-shera. Veja a foto e entenda a minha alegria plena se lá mijar eu tivesse que.

Então mais 2 horas e meia de bumba de Rawalpindi pra Peshawar e mais meia hora de viagem da rodoviária pra casa do marido (pelo menos ele me buscou na rodoviária). Tudo porque os vôos estavam lotados entre Dubai e Pesh.

Nem preciso falar que cheguei desmontada. Pior. Deitei na cama do marido e capotei de roupa e tudo, babei, falei dormindo (às vezes eu tenho dessas e a galera de diverte conversando comigo), enfim, acordei agora de manhã, só. Um calor da piaba. Chove no país inteiro, menos aqui.

Toda vez ouço um trovão, percebo que o barulho é longo demais para ser trovão. Explico: são caças. Porque o exército tá mandando ver nas áreas tribais.

Foda. Mas sabe o que é mais foda???

Abrir a caixa de e-mails e encontrar isso:

Porque sim, a vida é feita de pequenas alegrias. Micaguei.

6 comentários:

Alexandre Lucas disse...

Olha gata, a cada foto que olho, mais o Paquistão me parece uma gigantesca Zona Leste/Lost. Pelo menos as pessoas se vestem engraçado. KKK.
Abafa ;)
Milhões de saudades de nossos papos.

Carol by Carol disse...

huhaua Ka, já disse que te amo?
vc tem q escrever um livro
beijaoo
see u later aligator

Roberto disse...

Ô coitadinha... :-)
Muahhhhh

Celso Dossi disse...

AHAHHHAAHAHAHAHAHA
A gente se adiverte com tão pouco, neam?

Tony Goes disse...

"Show de 90 Centímetros"?? Parece nome de vídeo da Brasileirinhas!!

Patricia disse...

Adoooro suas histórias.

Quanto ao show de "Show de 90 Centímetros", eu não poderia ter visto e outro lugar senão em seu blog! Demais!!

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua