quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Harry


Foram 16 anos de amor recíproco. Você parte sabendo que me fez muito feliz nestes anos todos. Eu aqui fico, sabendo que fui a mãezinha mais completa que vc poderia ter. Vou ficar com muita saudade de você. Por muitos anos chorarei a sua falta, o seu dengo comigo, a sua cantoria na hora do 'parabéns a você', o aviso geral aos colegas do prédio de que você tomou banho, seu andar de lorde, seus olhos verdes, seu aconchego no meu colo. Amigo, filho, paixão da minha vida, como você vai me fazer falta. Por favor, São Francisco, cure o meu bichinho e dê a ele aí no céu uma nuvenzinha para ele ficar me esperando, como sempre ficou durante sua vida aqui na terra.





Poderia escrever mil coisas sobre meu bebezinho, mas não sei se consigo me expressar tão bem como a minha mãe. Afinal, foram 16 anos e tenho 26. Praticamente uma vida toda. Obrigada, Maria e Deco, pelo carinho e paciência com nosso cucciolino. Não tenho palavras para agradecer.



Sabia que ele estava doentinho (com um câncer no rostinho que se alastrou). Eu sabia que logo logo ele dormiria. Sabia que seria melhor que ele descansasse. Mas quando o momento chega, a dor é terrível.



Pois eu o conheci ainda bebezinho quando nasceu embaixo da cama da minha mãe, filho da nossa cadelinha Tati, que agora está no céu cuidando dele e, quem sabe, dos outros quatro irmãozinhos do Harry.


Hoje, dia 2 de outubro, perdi meu irmãozinho de vida. Então meu mundo ficou mais cinza.



Si perdiera el arco íris su belleja

Y las flores su perfume y su color

No sería tan inmensa mi tristeza

Como aquella de quedarme sin tu amor

28 comentários:

ricbit disse...

Harry era um pudo simpático, sentiremos falta :(

deco disse...

Querida,fique tranquila.Se o últimos dias do Harry foram difíceis,a sua passagem final foi serena e rápida.Coisa de segundos mesmo. Naquele momento seu rostinho repousava na palma da minha mão. Fico feliz de tê-lo conhecido ainda com força e energia,naquele início de janeiro.Lembro-me bem da bagunça do Henry com o Robbie e o Patrick,naquela visita,que daria início a esta amizade super bacana que agora une vc, Mammy,Carlos e eu.De cara obesrvei que parecia um Lord.Observou tudo olimpicamente,dando apenas um chega para lá discreto no Patrick.Parece clichê mas vale dizer:descansou.Vai deixar muitas saudades. Bjs . Te adoro.

Amanda Gonçalves disse...

Sinto muito!
Eu também perdi uma amiguinha da vida toda, sei da tua dor.
Ela sofreu da mesma doença terrível.

Espero que o tempo saiba abrandar tua agonia.

um abraço da sua leitora fiel que sempre lia quietinha e que hoje não resistiu a comentar!

;)

<::mah::> disse...

Menina, fica bem, eu imagino o que você tá sentindo, meus olhos enxeram de lágrimas ao ler esse post..

Tenho um irmãozinho igual ao seu, de nariz marrom com 16 aninhos também, morro de medo desse dia chegar, mas como uma amiga me disse certa vez, tudo que é vivo um dia tem que partir, é inevitável e não podemos ser egoístas querendo que eles iluminem nossas vidas prá sempre.

Não existem palavras que farão você se sentir melhor, mas fica bem..

Camis disse...

Foi oq eu falei pra minha linda... "Obrigada por tudo. Vá em paz que a gente se encontra lá..."

Jessica disse...

Sinto mto. Mesmo. Não consigo ver minha vida sem minha Amora. Mas ele está bem, tenha certeza. Bjs e boa sorte

livia f disse...

mt bonito e delicado esse post.

só quem já perdeu um "filhotinho de rabo" sabe como ese momento é difícil...

amanda luisa. disse...

ohnnn, tadinho.
=/


adorei seu blog.
é aeromoça? logo serei uma tbm.
;)

Roberto disse...

Ah que tristeza... :-(
Lindo o post.

Anônimo disse...

Bella,

Que o canino descanse em paz e ilumine seu caminho la de cima!!

Salam Alekhum
YahudiLibnani

Daniel disse...

Em primeiro lugar: sinto muito pelo Harry. Esse ano eu perdi o meu boxer Hans (e eu tava no motel quando recebi a notícia, pior impossível!!)
Adoro cachorros. Moro em uma casa e sempre vivi rodeado por eles e sei como dói quando eles nos deixam.

Em segundo lugar: \o/ pelo reply no blog do Tony. Eu só te conheço de vista de um esquenta na casa dele, mas temos vários amigos em comum. Todo munda fala maravilhas de você.

Em terceiro, para ler mais sobre a minha "sad little life", vá em http://chatonoar.blogspot.com
O nome do blog fazia mais sentido quando eu trabalhava no aeroporto Santos-Dumont aqui no RJ, mas foi só o Tony me motivar a criar o blog e 2 meses depois eu fui demitido. :( Mas passa lá. Por incrível que pareça, tem gente que acha as histórias da minha vida interessantes (é... tb tenho 26 anos).
bjs

whateveeer disse...

Own...
Sei bem como é perder um bichinho que a gente convive há anos. Mas tudo bem, eu acredito que eles tem um lugar ótimo lá em cima. Se tem alguém no planeta que merece só o bem são os animais.

Bjos Libaneza, e fique bem, pq o Harry com certeza está!

Fabricio (EuMeSmA) disse...

(hoje sem pseudonimo)


K, tb tive um cocker que me acompanhou por muuuuuito tempo, mas foi acometida de uma otite cronica, ai ja viu neh? aquelas orelhas enormes q eram o charme dela, passaram a ser o motivo do problema... mas tb se foi, e no lugar q ela mais amava no mundo, na beira do lago na fazenda do meu pai, onde ela nadava, mergulhava, corria atras de patos e galinhas, e enfrentava ferozmento os gansos quando vinham atacar alguem que estivesse com ela... E la mesmo minha Mammys fez questão de coloca-la no descanço eterno. Apesar de termos outros cães, ela sempre foi e sempre sera a rainha da casa. As vezes meu Pappys se pega chamando um outro cachorro pelo nome dela, é ate engraçado as vezes...

Mas hoje sabemos que apesar do sofrimento ela nunca deixou de ter um nariz quentinho quando a gente precisava, cuidava de cada um em casa, era a irmã mais nova...

Hoje entendo que assim ela ta bem melhor, parou de sofrer. Mas demorou muito tempo pra isso acontecer, pra entender q assim seria o mais justo.

Espero q um dia vc tb consiga entender que uns se vão para que outros venham, para que as alegrias se renovem.


Um bjo no seu coração.

yallah disse...

É muito triste mesmo. Dá saudade doída. Ele está bem lá em cima.
Beijos da Roberta.

Katita disse...

É, Kari... É difícil o momento, e ele estará sempre presente em muitas coisas que vc pensar. Mas o melhor pra ele foi feito, com certeza... Assim como muitos (e agora você) também já passei por isso e sei que a dor é terrível.

Alexandre Lucas disse...

Amar sempre faz bem, a quem ama e ao ser amado. Isto é o que deve ficar. Saudades de você amiga querida ;)

mo gribel disse...

Lindo, doce, delicado e triste post...
Eu sinto, de verdade, pela perda dele. Entendo e espero que de alguma maneira vc consiga em breve ver a vida menos triste..

Anônimo disse...

garota..vou te confessar que lendo as linhas me sensibilizei..vez que, nao sou ligada e nem tenho cachorrinho.....
mas a 2 meses atras minha irma perdeu o cachorro de estimação..e foi 1 chororo.....demora...mas acalma....agora la na casa deles..ninguem ta querendo substituir o scocth.
o que vale...é que eles dao alegria e voces sao excelentes donos......
1 beijao...e shalom..selam...e paz

Too-Tsie disse...

ô Liba, so sorry. Sei bem o que você tá passando, tive 2 perdas consecutivas. Mas como o deco disse, por mais clichê que seja, descansou.

E fiquei muito puto com um amigo espírita que me disse o absurdo que animais são seres que não evoluíram yada yada yada e que seria impossível que esteja com a minha mãe. Meu cu, eu sei que todos os nossos queridinhos estão juntos, desfrutando a companhia.

Bêja!

jú disse...

te acompanho há tempos, mas é a primeira vez que comento. me deu um nó na garganta daqueles seu post, me segurei pra não chorar aqui no meio do escritório. só quem tem um bichinho lindo que nos ama incondicionalmente entende =]
fica assim não, moça, tá?

Patricia Scarpin disse...

Sinto muito!
Fica bem.

Fran disse...

esse post foi tao dolorido que doeu em mim tb... :(

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Poxa, Karina... Que pena que eu fiquei! E que fofo ele era, parecia um ursinho de pelúcia...
Eu tenho dois gatinhos que são como se fossem meus filhos e nem imagino o dia em que eu passar por isso.
Deixo um abraço beeeem apertado pra vc. Se cuida. Bjs. Paty

Lolla Moon disse...

lamento muitíssimo. também perdi animais queridos e sim, dói muito e a gente nunca os esquece. me consola saber que, num mundo onde tantos animais são maltratados e passam sofrendo os poucos anos (ou meses, ou dias, ou horas) em que conseguem se manter vivos, meus bichinhos viveram uma vida plena, divertida, quentinha e de barriga cheia, e sempre souberam o quanto foram amados, até o fim. que isso te console, também.

Lady Metal disse...

Perder um "filho" não é fácil - em 2002 perdi o meu cachorro, o filho que adotou a nossa casa para morar e perturbar a vida alheia. Eu o amava demais e até hoje sinto falta dele.

Paulinas disse...

Chorei, sou mãe de 9 cães........

Gui Sillva disse...

Se cuide aí, querida!
tem aninal que vale muito mais que gente. E, pelo visto, o harry parecia ser um deles...

um beijo!

Maricota disse...

Só hoje eu li sobre o seu Harry.
Meu coraçãozinho ficou pequenininho.
Sem tem uma coisa que corta o meu coração são essas despedidas que temos que fazer pela vida, Ano passado eu perdi meu "irmão" Edmundo. Ele teve uma parada cardíaca fuminante. Foi sem dor. No início desse ano foi a vez da minha gata Rainha Nina. Linda majestosa, altiva, uma autêntica rainha.
A minha casa quando meu pai era vivo era uma mistura de orfanato com hospital de gatos e cachorros.
Umas das coisas que eu aprendi com ele é que não existe nada melhor que amar e ser amado de verdade por esses pequenos seres.
Eu costumo dizer que a minha familia hoje sou eu, mamis e a minha Xuxu (que está aqui no meu colo agora). Quem vai dizer que ela não é a minha bebê? Ela é muito além disso. Todos esses pequenos seres são presentes de Deus para alegrarem nossas vidas.
O Harry está em paz agora.

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua