quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz Ano Novo

Feliz ano novo a todos meus leitores e amigos. Como vocês devem ter lido, a queima de fogos foi suspensa em Dubai, uma ação louvável do governador do emidado, Sua Alteza Sheikh Mohammed bin Rasheed Al-Maktoum.

Sinceramente, sempre detestei viradas de ano. E acho sensacional essa puxada de orelha nessa gente com pouca educação e muito dinheiro. Enquanto eles bebem tem gente perdendo um filho, uma mãe, um pai.

Feliz 2009.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Incredible United Arab Emirates.

Ontem finalmente cruzei com minha flatmate filipina (não a vi em dezembro). Ela me contou uma história que me caguei de rir:

Estava ela linda e neusa indo para Ras al Khaimah, um Emirado próximo que dizem ter belas praias (juro, é pior do que Torres-RS), quando cruzam com um senhor de idade árabe obeso e molhado.

- Vocês devem chamar a polícia! Polícia!

O namorado australiano da neusa perguntou o motivo. O motivo estava no mar: uma cabecinha lááá longe.

- Estava navegando com meu amigo quando o uma onda bateu e a embarcação se rompeu.

Quando o casal viu uma cabecinha indiana nadando em direção ao náufrago para um poss[ivel resgate (!!!), ligaram. Pois a cabecinha indiana nadou, nadou, nadou. Não alcançou a cabecinha árabe e parou. A distância era grande demais e, obviamente, o indiano se cansou.

Chamaram a polícia, pois. E quando ela chegou, o árabe em terra teve que se explicar. Mostrou o que sobrou da embarcação.

Explico: era uma caixa de isopor dessas de colocar cerveja. Pois esses dois seres árabes obesos tentaram navegar o mar arábico com uma caixa de isopor.

Se morressem, mandaria pro Darwin.

Pois é. Isso e muito mais você só vai encontrar no Pará nos Emirados Árabes.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Negócios dos chinas

Acabo de chegar de Pequim (ok, cheguei no dia 24 de tarde, isso é fato, mas a garrafa inteira de tequila que sorvi nas festividades não me deixou explanar nada, hic!) e estou bem puta.

Mamãe me deu um dinheirinho para eu torrar no Silk Market e trazer cacarecos chineses pros amigos. Em teoria os 100 dólares virariam um dinheirão para comprar reloginho do Mao, bonequinha chinesa e roupinha estilo Gong Li.

Lógico que funcionaria pra todo mundo. Mas não pra mim.

Olha, não me levem a mal. Eu sei pechinchar. Tá, não sou como minha falecida sogra ou minha energética cunhada - paquistanesas com certeza que transformam oitenta em oito. Vejam bem, meu sangue é meio misturado e a turquice pegou leve.

A questã é que não tenho saco e fibra pra agüentar a chinesada berrando com uma calculadora ao meu lado tentando me convencer que seu produto é a fina flor do artesanato local. Meu fiofó. Quem não sabe que aquela bagulhança é produto de trabalho infantil e aquelas mãozinhas pequenas não tem destreza suficiente para costurar algo decentemente? Os vendedores me puxavam de um lado para o outro, apertavam números absurdos em suas calculadoras e falavam muito próximo ao meu rosto que "very special price for very best friend from England", O bato de alho batendo e eu cada vez mais irritada.

Sim. Amiga inglesa. Americana, canadense, you name it. Tudo menos baxiren (brasileira). Ou seja, olá menina branca com cara de gringa rica, seja bem vinda ao meu estabelecimento, vou arrancar sua pele e fazer você pagar uma fortuna.

Fizeram.

Porque eu queria uma bonequinha de uma dan (a figura feminina da ópera chinesa) ao melhor estilo Mei Lanfang. Custou 180 RMB (quem tiver saco de converter isso no XE Currency me diga como fui trouxa). E um casaco de inverno preto com nós chineses. Bosta. Encontrei e era como queria.

Ou seja: a economia chinesa, mesmo em tempos de crise global, deu um salto com a minha visita. Maldita pele branca e nariz arrebitado!

Saí do recinto batendo os pés e me enfiei no odioso Starbucks. Quando reencontrei meus colegas não preciso nem dizer que eles pagaram muito menos do que eu. Dois indianos, uma ganense e uma filipina. Ainda fizeram chacota da minha pataquada.

Negócio da China my ass. Agora compro tudo no aeroporto. Mesmo que seja tão caro quanto, ao menos o preço é fixo... Detesto essa história de "oi, cara de inglesa, você paga mais porque é branca de nariz arrebitado".

E você, caro leitor, se estiver na China a passeio saiba bem que, caso visite esses centros de compra, recomendo que leve seu tacape e cocar e apito. Prefiro investir minha diária nos ingressos da Ópera de Pequim. Ah, sim, cultura, bendita. Sou nerd, perdi "Red Cliff" porque os ingressos estavam esgotados.

Duuuh.

Escreverei 100 vezes no quadro negro que "ao visitar Pequim, devo comprar ingressos para a ópera com certa antecedência" e 500 vezes "Silk Market meu cu".

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Moskau, Moskau!

É. Tô indo pra Moscou em janeiro. Não uma, mas duas vezes! Uhu! Vou superar meu medo de infância - tinha medo de russos. Mas nunca o pavor que tinha dessa bichona embigodada do Dchinghis Khan...


Dschinghis Khan - Moskau



Ja, Russland ist ein Schönes land.

E se fingir que sou surda e muda não pagarei 600% a mais em algum souvenir - como acontece comigo em Pequim. Ah nem conto o nervoso que me deu quando vi a guria de Gana e a da Índia conseguindo preços beeeeeem menores do que eu na p*rra do Silk Market...

Ainda compro uma bota branca para usar com legging vermelha e casaco de vison falso (porque Karina for scum my ass).

domingo, 21 de dezembro de 2008

vou ali comprar cigarros e já volto (Feliz Natal)



- O Wall Street Journal publicou uma matéria sobre o estilo de vida glamuroso dos comissários de bordo da Emirates. Vejam a reprodução da matéria aqui no blog do Ben - roomate do Kah, minha libanesa favorita;


- Realmente não me enquadro. Porque acho esse povo cafona e pá, sou caseira.


- Ando estressada, menstruada, mal humorada e com computadores surtados. Minha TPM está como "hosana"... Nas alturas!


- Desculpem-me pelo supracitado chiste ruim;


- Vejam como será meu perrengue para tirar carteira de habilitação aqui em Dubai... Acho que vou comprar uma bicicleta.


- Não tô com peitica de não ter visto a puta véia. Porque a Joelma não me decepcionou e I had the time of my life com minha patota no CTN.


- Vou pra Pequim e já volto. Para arrumar os computadores da casa, passar o natal com mamãe e... Depois eu volto.


- Enquanto isso juntarei 180 tampinhas de Velho Barreiro. Com mais R$ 1,50 troco tudo por uma bola de futebol. Weehee.




- Soube apenas hoje do falecimento do marido da Susana Vieira. Adorei o macumbão. Su, roga uma pro meu ex?



- Feliz Natal pra vocês. Mesmo que vocês tenham esquecido do meu Eid.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Vivo em um emirado árabe. Vejo de tudo por aqui. Convivo com mocinhas de uma certa parte da europa que saem às ruas de calcinha e baby doll e, quiçá, aprenderam a fazer bola-gato aos 5 anos com suas mamães. Ou mocinhos daquela parte do subcontinente que conseguem abandonar um veículo na pista do principal aeroporto do país e atrasa centenas de vôos.

Sinceramente, muita pouca coisa me surpreende.

Recentemente um grande amigo teve seu celular furtado em uma recepção no seu apartamento. Puta que pariu. Pão ovice tem limites. Isso me faz perder todo o tesão de receber gente em casa. Acho que passarei o natal no quarto assistindo House.

Porque gente canalha em qualquer canto do planeta.

Ilustro minha revolta com esse vídeo. Para refletir.



* roubei do Celso Dossi, lógico.

cacete de agulha

Dica da Eve, minha correspondente em Vilhena (RR) e Lahore, Paquistão.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Tô indo!

:(((

Tô me sentindo como gato indo pro banho. Muito pouco tempo para tanta coisa pra fazer. Não consegui encontrar metade dos meus amigos e ainda não resolvi o tripopó do meu diploma. :((((

Ok, volto em março, o tempo voa, yadda yadda yadda. Obrigada a todos os amigos que encontrei, que conheci, que não consegui reencontrar. Agora vou terminar de arrumar a mala para me mandar pra Dubai.

E pra já entrar na vibe dos golimar, Golima-ar-ar-ar. Ah, enquanto não posto por aqui visitem o blog do Fred.



E pra quem não viu o Golimar contando piada (dedico a Paola):

sabedoria popular

"Moça, você mora na rua do Pão de Açúcre, né? ... Que só tem açucre no nome porque os preços são salgados... Sim, os produto são o mesmo mas é os zóio da cobiça. Por exemplo, o mesmo produto que está no Pão de Açúcar é o que está no Santa Luzia. Mas eu não posso no Santa Luzia... É moça, no Santa Luzia tem os zóio da cobiça. Eu não tenho zóio da cobiça."

"Esses presidente tudo fazeno guerra. Diviria entrar numa arena e sair no tapa. Ganha o país do presidente que ganhá. Tipo Bush e Saddam Hussain saindo no tapa... Eu acho que o Iraque estaria resolvidi se fosse assim."

Geopolítica e economia em poucos minutos que ligam Pinheiros a Higienópolis. Adouuuro.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

se um ursinho rosa eu fosse...

Identifiquei-me. Roubado da Bat Biscate, lózico.

infinita tristeza

Minhas férias estão chegando ao fim. Apesar de gostar muito de Dubai e de meus amigos de lá, vocês sabem, minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá. Já estou morrendo de saudade de pessoas que nem consegui encontrar - e ainda mais das quais me aproximei ainda mais.

Volto em março, é verdade. Mas até lá... Ficarei sem ele:



Tony fifando. Todo dia é dia de alegria na hora do "fifo".

domingo, 7 de dezembro de 2008

Saideira.

Odeio quando o sábado acaba. Damn! Deixo essa procês de saideira. Mwah. Porque eu ADORO inclusão digital.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Caravana de Higienópoliiiiiiiiiiiisssss!!! Caravana dos Jardiiiiinssss!!!


Eu fui. Ele e ele também foram.

Realizei um sonho. Já tinha riscado "foto com a melhor amiga de infância em Paris" da minha lista de coisas a fazer antes de morrer (ok, super falta foto com a Cê em Petra e com a Ju em Piraju, mas ainda temos tempo)... E ontem risquei "assistir um show da Banda Calypso ao lado de Celso Dossi". De brinde ainda tive a companhia de outros dois amigos tão queridos: Ludo e Dri Spaca. E também tive o prazer de conhecer os gatíssimos Carlos, Victor e Rodrigo, um brimo (ele é sírio mas é gente boa), e ser reapresentada de forma amigável ao engraçadíssimo Jayme - tô sabendo que fui esnobe com ele em um chill in chez Tony. Não é que eu seja esnobe, eu sou desligada. Já criei várias inimizades porque dizem que viro a cara quando realmente não estou vendo a pessoa ou não entendo a situação porque estou no mundo da lua.

Mas, enfim, Calípiçoooooo!!!

Nos encontramos no metrô (expeciência antropológica completa) e seguimos até o CTN (yeah, baby, Centro de Tradições Nordestinas), onde tivemos o prazer de degustar 400 ml de caipirinha por 8 reá.

Preconceitos à parte: foi uma das noites mais divertidas do ano. Ganhei um pacote de wafer durante o tiro ao alvo com rolha e o Celso conseguiu uma bola do Quico pra Dri. Quando Joelma entrou no palco, juro, meu coração pulou e fiquei arrepiada. Cabelo miojo, coxa grossa, Chimbinha.

Some os 400 ml de bebidas com gelo seco (eu disse que aquilo podia intuchicá) aos freqüentadores locais e nem te conto quem curtiu o bigodinho erótico de porteiro (eu não fui).

Pois é, xuxu. A felicidade não custa tão caro, não. Por 15 reais + 1 bilhete de metrô me diverti ao lado de pessoas de qualidade.

700 contos de Madonna my ass. Agora eu quero é convencer a Dri Spaca a ir comigo ao Amado Batista!

Liciane só queria dançar, dançar, dançar, dançar...

Adoro Liciane, a psicopata. O melhor é o molequinho de fralda (parece o Saj quando era pequenininho, super estou tendo uma visão do meu futuro).

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

prende os pixadô!


Amigos protestam pichando muro. Porque a amiga, uma gaúcha de 23 anos, foi detida durante o ato de pichar.

O que eu acho?

Que é uma pena estarmos no Brasil e não na Arábia Saudita. Pichar muro é vandalismo (antes que os "inguinoranti" me chochem, pichar é uma coisa e grafitar é outra) e acho que deveriam mandar essa turma de café da manhã pra ROTA.

- Alôuu, Conte Lopes? Tenho um presentim!!!

Sem falar que são burros pra cacete. "Negrigencia". Ô falta de Leite Ninho na primeira infância.

"Vão se foderem."

(sim, sou reacionária e libanesa. E se um cavaleiro de ouro fosse, Máscara da Morte eu seria)

é hoje!

Dúvida cruel: vou de calça corsário jeans e tamanco ou saia jeans?

kkkkkkkkkk

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

obrigada, Ludo Diniz, pela graça alcançada

Já tem alguns anos que escuto essa música na balada, na Alpha FM e nunca consegui o nome para baixar no Emule para comprar o CD hehe. Obrigada, Ludo. Obrigada por ter ido a Pucci e ter tido o maravilhoso insight de indicar essa aqui no teu blog.

Mwah. Agora vou ouvir 20 vezes.

(eu falei que isso ia dar merda)

Brasil aprova venda de 100 mísseis ao Paquistão.

Minha fluoxetina.


I'm Shaka from Bangalore, I have British passport, gimme tea!

Juro, assistir Cavaleiros do Zodíaco me carmô ontem. Estava a ponto de explodir de réiva - o motivo não vem ao caso. Dei-me de presente a coleção INTEIRA de DVDs (devo não nego e pago quando puder, viu HSBC?) e, uhulll, foi melhor que fluoxetina!

Perguntinha nerd: alguém aí sabe onde baixo skins dos Cavaleiros pro The Sims 2? Porque pro 1 eu já tenho (e a Bubu casou com o Shaka, o indiano loiro, no meu mundinho autista huahua, que o marido não leia essas linhas).

Agora vou empacotar tudinho e levar pra Dubai. :D Ah, minha mãe vai comigo. Vamos passar 2 meses aprontando todas e pintando o 7 lá no emirado mais xuxu do mundo. Vai ser um natal do barulho!



E o ranking dos meus cavaleiros favoritos (caso você esteja curioso - ou não) é: 1. Shion de Áries, 2. Mu de Áries, 3. Máscara da Morte de Câncer, 4. Saga de Gêmeos, 5. Shaka de Virgem e 6. Aldebaran de Touro (ele é brasileiro, gentem). E dos babaquinhas de bronze eu gosto do Shun, a bibinha que fica nervosa e acorrenta todo mundo. Eu sei que eu sou nerd, mas o blog é meu e foda-se. :) E pra completar o post a libanesa tinha que ser o:

Quem é você nos Cavaleiros do Zodíaco? Versão Cavaleiros de Ouro!

Guilty Pleasure

Não feliz em completar a coleção de DVDs da fase Santuário (acho Asgard e Poseidon uma bosta), agora estou assistindo Cavaleiros do Zodíaco em italiano no Youtube. ADOOOURO!!!

Ovulei porque o Máscara da Morte é italiano, porque é o meu cavaleiro de ouro favorito (depois do Mu, ló-gi-co) e porque não vale o que o gato enterra.



Senza il settimo senso, vaffanculo Sirio!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Daminhas de Ferro


Adoro apertar "Janick Gers" no search do Google Images pra ver quanta gente chupinhou fotos que eu tirei do guitarrista idoso do Iron Maiden. Poucos sabem mas já tive fã clube do véio. É.

Ainda bem que isso ficou para trás, que virei patricinha, troquei coturno por Manolo if you know what I mean. Mas, bem, isso não vem ao caso.

O cauuuso é que descobri as Iron Maidens: uma bandinha cover do Iron Maiden. Com Nikki McBrain e Steph Harris. Adouro! Como não pensei nisso antes? Ok, pensei, mas nunca aprendi a tocar guitarra - apesar de super usar "Karina Gers" como nick na net (sim, Karina Gers do fã clube sou eu e SIM, eu fiquei gostosa).

O melhor é que os arranjos são iguaizinhos e, sinceramente, gostei da voz rouca da vocalista indo mais pro Paul Di'Anno do que pro Bruce Dickinson - sempre gostei muito mais do Paul. E acho que Phantom of the Opera ficou até que honesta. Adoro a vibe sapinha caminhoneira pagando de gostosa com peito ovo frito.

Mas o melhor é a versão tosca de Number of the Beast... Pegaram o clipe original e barbarizaram. Arrasou! Olha, sexta-feira tem Banda Calypso no CTN e acho que a competição tá acirrada.

Acho que deveria aproveitar minha voz anasalada e criar um cover feminino de Pet Shop Boys. Adoro cantar "Can You Forgive Her" no chuveiro.

Porque eu nunca faria uma tatuagem...



Huahuahuahua, me pergunto se o tatuador usou aquela técnica de copiador de madeira que vendem na 25 de Março (sabem?).

o pior filme do mundo

dedico esse post ao meu amado BatBiscate

Eu AMO o Youtube. Acho coisas incríveis, mas não esperava encontrar o PIOR FILME DO MUNDO por lá. Ok, esperava sim porque tem tanto filipino no mundo que não deveria me surpreender...

Explico: estava entediada no avião (15 horas nonstop Dubai-São Paulo) e decidi assistir algo além do basicão que toda companhia aérea oferece (Friends, filminhos que estão no cinema, documentários, todessasmerda). Estava fuçando as opções de cinema asiático e ovulei quando vi "FILIPINO MOVIES". Huahua, eu AMO a Emirates.

Fiquei emocionada com o "Supahpapalicous" - uma espécie de comédia romântica com Chiquititas e Carrossel. O produto era realmente fino. Não parei de rir nos primeiros minutos com o nível trash metal da coisa. Tive até vergonhinha quando as pessoas bizoiavam minha tea.

A coisa melhorou aos 05h55 quando um anão entrou em cena. E se tem coisa que a libanesa gosta é filme filipino com anão.

Infelizmente não encontrei legendas na net. Mas quem precisa? Os primeiros 8 minutos foram colocação pura sem nenhuma droga (muita atenção com a criancinha de toca, totalmente lôca de bala). Sensacional, mal posso esperar para voar pra Manila e comprar o DVD!



Porque aprendo Tagalog nas horas vagas com minha flatmate.

Ano? Makate kiki!!! Putaca, malake puke!!! Salamaaaat!!!

mantra

Quando cheguei em Guarulhos, na última quinta feira à noite (alguém me fala se essa bosta de crase já caiu de uso porque eu não sei usar), dirigi-me ao caixa do estacionamento do aeroporto para pagar os 12 reais.

- É doze real.

Dei uma nota de cinqüenta. Também dei uma de cinco, tinha entendido 15.

- Pra que tu me deu 5?

- Pra te facilitar o troco.

- Má é dôuze - disse a creuzedete já virando os olhos.

- Ah, desculpe. Bem, se te facilita o troco...

- FACILITA NÃO! É DÔUZE REÁ! - berrou.

- Ok! Desculpintão...

- ME DÁ DOIS REÁ! - berrou.

- Não!!

Ela grunhiu, virou os olhos e me devolveu um troco cheio de moedinhas. Peguei o bilhete de estacionamento pago:

- E vá tomar no cu! - completei.

Adorei a expressão "não estou acreditando" da vandislene e de sua coleguinha ao lado.

Sim, cheguei intolerante. Tô Lindomar, o Sub-Zero brasileiro. Falou, tomou. Tô pra ver povinho tão Zé Ruela pra brigar por qualquer coisa, sô. Já vi que cortesia (e dente) está cada vez mais difícil.

É grosso? Pois eu sou corticeira.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Show do Amado Batista: NÃO VOU

Ovulei quando vi que estaria em Sampa para assistir ao show do Amado Batista. Porém, o show de Sampa será no mesmo dia do Calypso e não fode.

Liguei para a assessoria (cof cof cof) de imprensa para "maiores informações". A mocinha disse que não sabia informar o horário do show de Guarulhos, mas que seria logo após ao show de São Bernardo. Tipos... 01 am.

Huahuahua.

Clube da Ford em São Bernardo + 1 da manhã + ingresso de 15 reais = algo me diz que eu não vá, afinal, não quero que encontrem meu corpo no córrego do Sapopemba.

Grata,
Karina Libanesa

Como pode uma pessoa dormir tanto? Me acordem às 13h.

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua