sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

mudei!

Please, atualizem seus links:
http://ahlibanesa.wordpress.com/
:)

Finalmente, ne? So nao reparem que o template ainda esta tosco (fiz o cabecalho no Paint, hahaha, uber tosco), preciso acrescentar links (se nao estiver la, tenha paciencia)... So para lembrar, tambem estou em:

http://mashallah-mashallah.tumblr.com/ - meu Tumblr de decoracao :)

http://www.formspring.me/libanesa - pergunta que eu respondo!

http://twitter.com/#!/libanesa - Twitter, essa babaquice.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Cingapura - Brisbane

Estou num daqueles voos interminaaaaveis de varios dias que sai de Dubai com destino a Brisbane (Australia) e faz uma paradinha em Cingapura. So nao acho tao ruim porque Brisbane e legalzinha (bem inhazinha, mas e o que temos pra hoje) e Cingapura e bacana. Em SIN sai com agua na boca para comer frutos do mar naqueles stalls xexelentos. Estava uma delicia, mas depois vi sapinhos e caranguejos vivos esperando sua vez no corredor da morte. E me olhavam com olhinhos pretinhos... Nossa, sai chorando. Nao to aqui pra fazer discurso, mas como alguem pode comer algo que ve vivo? Eu nao comeria. Nao quero nem saber como foram preparados meus camaroes, mas amanha fico no arroz frito e saladinha. O pior dessa viagem e a convivencia longa com a tripulacao. Estou voando com uma brasileira otima, amiga das amigaaaa. Mas tambem tem uma russa-queniana louca do edi. Que descobrir ser a ex-flatmate da minha atual flatmate. Ouvi historias terriveis como "ela dorme na mesa da sala de jantar porque a cama e muito mole" e "pratica canto o dia inteiro com musicas da Mariah". Isso tudo pra nao dizer da polonesa que entrou no sistema de cotas da APAE. Porque nunca vi alguem tao perdido no aviao. Temos uma japonesa que entrou ao mesmo tempo que ela... E a neusa e otima. Logo, nao digam que ela e newbie. Ate porque ja a flagrei parada olhando pro nada de boca aberta. Capaz!

Isso tudo pra dizer que o blog novo ainda vai demorar. :) Depois disso tenho minha conversao pro Airbus 380, ui!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

mudancinha, noch ein mal

Hah! Finalmente encontrei uma forma de importar meus posts do blogspot para o wordpress sem muita gastura! Blogspot, foi bom enquanto durou. Mas agora estou de novos amores com o wordpress - um tanto mais elegante e já que minha webdesigner me abandonou...


Também criei um tumblr. Calma, gente. Tenho que fazer uma pausa para reorganizar minha vida. Mudança de frota, volta do marido, regime, casamento da melhor amiga, habilitação em Dubai, novos planos. Tudo leva tempo.

Já volto. Essa mudança não será difícil, porém, não menos trabalhosa. Deixo o baklava na geladeira e o café em cima da mesa para quem visitar enquanto não estou disponível. E, bem, as caixas de papelão e a bagunça e o meu cabelo... Por favor, não reparem, mudança é assim mesmo.

sábado, 23 de outubro de 2010

Ignorance is a bliss.

Confraternização com brasileiros. Não conhecia esse tal de kuduro aqui nos Emirados. Sabe... Ingorância, as vezes, tras paz.

...

Não sei se gosto mais dos erros de português ou das fotos do cafuçu. Pagode com feijoada meu cu, aqui é polentada com jazz.

quem inventou isso?

Obrigada, Val. Desde que você saiu de casa há quarenta minutos isso aqui não sai da minha cabeça. Alguma alma iluminada conhece? Explica? COMOFAS?

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

como funhenhar ainda mais seu cabelo

Estava secando o cabelo agorinha porque vou jantar em downtown Burj com um amigo luxo e depois iríamos ao Neos. Não é que o lencinho de papel voou na ventuinha do meu Taiff e queimou meu cabelo? Alem de estar com o cabelo molhado, ganhei uma descoloração de brinde no meu lindo cabelo.


Tipo, parente do Chimbinha nas Arábias.

Não vou chorar. Não vou chorar. Não vou chor...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH :((((((

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Marido chega aqui amanhã. Me amarrem porque até tijolo, se aparecer na frente, eu devoro de ansiedade. Se couber na boca, lógico. Senão, pego um martelo e quebro em pedacinhos e como com molho de pimenta tailandês.


:)

me joguem no buraco!

E os mineiros chilenos perderam em média 1o quilos. E eu que comprei um vestido do Andrew Gn (sou madrinha no casamento da minha amiga-irmã) tive que mandar o longo para uma estilista daqui fazer um "extendidinho" para que o vestido feche nas peitcholas... Gente, não paro de comer, estou um pouco ansiosa pra chegada do marido.... Não perdi um grama (ok, também não engordei)... Alguém tem alguma dieta matadora que não seja aquela do abacaxi?


Porque depois de um dia comendo abacaxi fui a uma loja da Amor aos Pedaços e fiz o Pac Man. E o sopão da Ana Maria Braga, no terceiro dia, já vou correndo ao McDonald's. E saladinha? Kkkkk, coloco duas colheres de sopa de alface e cinco de croutons.

Tá fod's. Alguém tem um cagarol poderoso? Uma macumbinha?

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

aeromoca dancante: meu edi!



Achei ridicula essa atitude da Cebu em colocar aeromoca dancando pra fazer o video de seguranca. O que prova que, cada vez mais, a aviacao esta virando uma palhacada a la Ryan Air. Quer fazer um video descontraido, tal como esse da TAM? Otimo. E engracadinho mas as pessoas ainda prestam a atencao nas instrucoes. Acho que a ideia funciona, tipo aula de cursinho: vamos fazer uma gracinha pra ver se esse bando de gente aprende!

Mas botar filipina pra descer ate o chao... Na boa, quem prestou a atencao em alguma coisa? Ninguem e frequent traveller e seguranca e seguranca. Quero so ver num caso de despressurizacao... Estamos carecas em saber que precisamos puxar uma das mascaras para liberar o oxigenio, coloca-las em nosso rosto e respirarmos normalmente... Nos, que viajamos sempre. Mas e a tiazinha do interior das Filipinas que viaja pra Manila pra ver a filha? A primeira vez em que ela viaja de aviao? Numa despressurizacao nao vai ter comissaria ao lado pra ajudar, cada um estara tentando respirar e se segurando como pode. Logico que ela nao vai saber o que fazer. Se colocar a mascara de oxigenio que caiu a frente dela, sera que vai saber que tem que puxa-la para ativar o oxigenio? Porque em alguns Airbus o sistema gerador de O2 e individual. Ai chega a hipoxia e o final da historia a gente ja sabe. O que vi nessa hora foi uma mocinha levantando a bunda, rebolativa.

Nao quero assustar ninguem, mas voar nao e bolinho. Voce se lembra de qual e a saida de emergencia mais proximo a voce? Porque numa evacuacao nego entra em panico, cada um vai para um lado e, se a aeronave estiver em chamas, sinto muito, mas se nao seguir o drilling direitinho voce vai se intoxicar com a fumaca e vai virar presunto Sadia porque ficou preso no meio da correria porque nao sabia para onde ir ou o que fazer.

Nao precisei ir tao longe: joguei Cebu Airlines no Google e o unico acidente grave que tiveram foi erro humano. Os pilotos fizeram um stop-over que estava fora do plano e, por nao estarem familiarizados com a rota, o aviao colidiu com o Monte Sumagaya.

Se julgar pelo video... E pelos filipinos que trabalham na lavanderia (que vivem cantando enquanto ouvem musica alta) e perdem, em media, uma peca de uniforme meu a cada tres semanas me causando uma puta dor de cabeca, acho que tenho alguma razao em dizer que trabalho e diversao nem sempre combinam. Ainda mais em se tratando de seguranca a bordo. Quer rebolar durante o servico? Desce ate o chao, faz o que quiser nessa sua linha aerea mequetrefe. Porque na minha levamos isso muito a serio e nosso indice de acidentes e zero. Ze-ro.

Pior ainda fica nossa imagem. Passageiro ja nao respeita muito comissario de bordo... Depois dessa piada, a coisa tende a piorar muito. E fico puta da vida em pensar que treinei pencas, fiz sobrevivencia na selva, tive que sair de um labirinto sem luz cheio de fumaca, apagar fogo de verdadinha, simular turbulencias e evacuacoes na agua, virar noites relendo meu manual para ter certeza que conheco todos os procedimentos de emergencia e pedacinhos da aeronave para saber o que fazer se der merda e... Essas gurias estao ai empinando a bundinha.

Voar nao e so brincadeira, nao. Se estivessemos ali apenas para o servico a empresa nao teria gasto fortunas para se assegurar de que cada comissario saiba o que fazer em diferentes cenarios.

Se minha empresa me forcasse a fazer isso? Ok, essa questao e muito hipotetica ja que somos impecaveis no quesito "seguranca"... Pediria demissao, simples assim. Minha vida vale muito mais do que qualquer salario, hotel cinco estrelas ou passagens baratas.

domingo, 3 de outubro de 2010

pad thai

Amo pad thai. Mas o que amei mais nesse clip foi o sotaque dessa chef, la do Tigers. Fofissima! Adoro o idioma thai... Nao os sons (parecem patos brigando) mas a entonacao e realmente muito doce.

it's a wonderful, wonderful life

Saudades do nosso colega Sodwee, um francês ótimo que fazia vídeos incríveis enquanto estava aqui em Dubai. Estava eu fuçando sua coleção de vídeos quando encontrei sua versão de "Wonderful Life". Explico: antes de pousar em Do-bye a empresa passava um clip com imagens maravilhoooosas da cidade com essa música do Black ao fundo. Recentemente a música foi trocada por uma bem bacaca do Bryan Addams - toda a polêmica com o "It's a Wonderful Life" do Frank Capra e todo um yadda yadda yadda sobre suicídio.


Esse era o comercial na TV e o video a bordo era praticamente uma versão mais longa.


E essa era a versão do Sodwee. A Dubai de verdadinha que víamos todos os dias.

Quase engasguei aqui com o Nesfit. Hilário e verdadeiro. Minha parte favorita, além do lixo e dos indianos e das plantas esturricadas, é o Burj Khalifa aos 01:23 min... ao lado dos treme-treme da Sheikh Zayed.

Dubai não é só chiqueza, benhê.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

massagem tailandesa

Hoje paguei para ser dobrada, amassada, puxada, pincada, torcida, batida, desdobrada, quase tive minha cabeca arrancada massageada na tradicional massagem tailandesa. Serio que tem gente que realmente curte isso? Doeu muito. E quando nao doeu, senti cocegas. Sem falar que a massagista ria quando eu fazia caras e bocas de "pqp, que dor". A tortura durou 90 minutos. A unica sensacao boa foi no final, quando me senti aliviada por parar de sofrer.

E paguei por isso. Ainda bem que foi barato. Meu... tomanokoo. Prefiro massagenzinha do Sri Lanka com oleozinho, musiquinha zen, cheirinho de lemongrass no ambiente... Massagista cingales de maos grandes (ai, gente, so uma massagem!).

Bangkok, porra! Bangkok. Amo e odeio essa cidade. Odeio e amo.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

não me diga não

Acho que todo mundo já viu, mas recebi esse no e-mail com uma dedicatória carinhosa do marido dizendo como se sente quando me diz não. Meu favorito é o segundo quadro do supermercado.



Evito falar de política aqui no meu blog porque tenho opiniões que não agradariam a todos (oras, meu avô era político - uma vez que você sabe como são feitas as salsichas, duvido que queiram come-las) e porque "achismos" sobre política, religião, futebol e moda são como cu, cada um tem o teu e o do outro sempre é horrível. Mas achei sensacional essa capa do Extra. Sou jornalista de formação e de encheção de saco. Não acho a nossa imprensa a mais sensacional do mundo, mas podemos eleger e derrubar presidentes. Esse macaco cujo nome não pronuncio (não chama que vem, já diria a Spaca) agora quer brincar de censura. Sério. Tá enfiando bonito o dedo no cu do diabo.

domingo, 19 de setembro de 2010

Bom dia.


Digo, boa tarde porque em Islamabad sao cinco da tarde. Acordei agora. Ca estou com minha cara de bunda amassada tomando meu chai e lendo e-mails enquanto o falecido toma banho (que tanto demora nesse chuveiro, melldellls?) porque pretendiamos dar um role no parque para brincar com o helicoptero de controle remoto que trouxe pro Salar, o sobrinho. Brinquedo de adultos. Porque o moleque curtiu, mas quem gostou mais fomos nos. Nhe.

O resto da familia esta num funeral da mae de um amigo. Nunca vi terra pra morrer tanta gente. Tambem, pudera, a populacao do Brasil num territorio menor que a regiao Sul...

Ai que ficamos como corujas assistindo documentarios cheios de teoria da conspiracao ate as 5 da manha. Adbucoes, canibalismo e essas coisas que me apavoram demais a ponto d'eu pedir pro paquistanes ficar na porta do banheiro enquanto faco xixi. Sei la se tem desses trens em Islamabad, hehe.

Mas o ponto alto da noite foi quando estavamos comendo um churrasco paqui la no Tariq Market e apontei para uma arvore no matagal: OLHA, GENTE, UMA CORUJA!

Comocao. Todo mundo para pra ver a coruja.

- OLHA SO, GENTE, SAO DUAS!!!!

Hehehehe. E comecou a danca do acasalamento na frente da criancada, dos velhinhos conservadores. Eu, logico, caguei de rir. Pena que meu celular e uma magoa e nao registrou o momento.

E vou voltar pra Dubai mais cedo porque agora morreu outro pai de amigo e... Vish! :(

sábado, 18 de setembro de 2010

terremoto

Estava eu jogada no futon (hahahaha) tomando chai e vendo a final do cricket quando sindo um remelexo. Quem é paulistano sabe: sabe aquele tremidinho do metrô passando? Pois é, foi isso. Nem dei muita confiança até a galera vir me buscar pra me tirar de dentro da casa.


Só me deu medinho quando já estava no jardim, de pijama, havaiana e enrolada numa dupatta enorme.

Imagino os sustos de quem vive aqui ou em países mais cagados com terremoto. Tipo Japão, Chile, Irã.

Vou tomar banho e continuar meu Tour de Pakistan, tô indo hoje pra Islamabad porque hoje tem o delicioso jantar de carneiro na brasa com arroz pulao.

Gorda, eu? Até parece que tracei um itinerário de viagem baseado em comida... :P ;) Caham, caham. Porque se não faço algo por amor, benhê, com certeza eu faço por comida.

Jâ comi chapli kebab, chicken karahi e minhas parathas. Nada mais me segura em Peshawar, huahuahua!

khudafiz, macacada!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Katy é quase.



Eu quase gosto da Katy Perry. Tem umas musiquinhas marromenos mas que gosto de ouvir no Ipod. Ela tenta ser bitch e quase consegue. Mas é uma bitch do mal, fiquei passada com a bad vibe num desses reality shows de top model. Ela tentou acertar nesse vestido e quase conseguiu: achei lindo o tecido-tattoo que ela usou no VMA + pele branca - meu cu pra obsessão por bronzeamento, depois inglesa vem me perguntar como faço para ter uma pele tão boa... Gentchem, eu não me esturrico no sol, uso FPS 50, nada de make up pesada no dia-a-dia e nunca fiz bronzeamento artificial. Uma pena que tenha colocado um pedaço de papel toalha na frente (o que é isso, uma saia?) + unhas de manicure do bairro + apliques coloridos que adolescente compra na 25 de Março para ir no show da Avril Lavigne. E a postura? Bem, vejam a postura. Katy quase acertou. Katy é quase.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Eid Mubarak!



Passando o Eid sozinha em Dubai. Vou jantar com a libanesa dubaiana. Obrigada, amiga! Porque amigos são aqueles que estão ao nosso redor quando precisamos. Cansada das amizades que só respondem mensagem quando estão a fim. Não se tocam que amigas precisam de um cry for help as vezes?

Ó que bosta meu layout. :( Melhor é que a webdesigner nem confiança. Não salvei o fundo. :((( Alguém, por acaso, surrupiou meu background?


Tô aprendendo a importar os posts pro wordpress e eita lelê, vamos recomeçar.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

hula (h)Oops

Minha ex-flatmate filipina se fué. Mas deixou comigo uma herança: um bambolê. Sei lá se essa coisa ajuda a ismagrecer, mas é divertido demais. Passei uma hora rebolando ao som de cumbias, merengues, salsas. Polcas, guaranias e bumbas-meu-boi. Divertidíssimo, mas ainda bem que não travalho na vá-se-Qatar Airways, logo, não tenho uma câmera na sala me vigiando. Pois se tivesse acho que rolaria uma aposentadoria compulsória por pobremas de sistema bem nervoso. É aquela coisa: a gente se fode, mas reboooola.


O que anda tirando meu sono é meu passaporte brasileiro que deve ser renovado porque está desfolhado. Tinha duas folhas. A retardada mental da imigração marroquina carimbou uma folha em branco na minha entrada e... Não contente, carimbou o meio da outra folha. Parabéns pela babetice, fiadaputa. Agora vai fazer bonequinho de massinha com a Tia Neide, debilóide dos diabos!

Melhor ainda é nossa linda representação diplomática em Abu Dhabi que emendou o o começo do 7 de setembro. Ok, entendemos. Independência é independência, va lá. Mas emendar o EID do dia 10 com 8 e 9... Bem, sorry... É de foder. Minha mãe sempre me disse para eu ser funcionária pública.

Meu, emendar dia 8 e 9 dizendo que é Eid foi muita cara-de-pau. E eu sem passaporte tenho que enforcar um day off para resolver vistos que poderia ter feito antes. O melhor é ter que ouvir esporrinho de todo mundo porque deixei meu passaporte ficar tão sem-folhas. Não é que eu não tivesse tentado antes. Mas achei um desaforo ter que voar até Doha para renova-lo porque nem em Colombo eu consegui - por lá não fizeram funcionar a máquina e levariam três dias pra checar meus documentos.

Pior é que nem posso perguntar se acabou o papel-contact pra passar na página da foto (hahaha, lembram do verdinho tosco com foto de cadeia?).

Pra ser brasileira tenho mesmo que rebolar, rebolar, rebolar. O que dá uma certa raiva e vontade de Hezbollah, Hezbollah, Hezbollah.

E me faz lembrar de uma belíssima canção. Deixo aqui esse vídeo-montagem muito bom (me cago quando aparece a macumba) desse capolavoro:


Aliás, Celena, amei seu video no karaokê em Berlim. Tá gata e fiquei cantando Billirrubina a noite toda.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

presentes de natal

Ontem assisti "Parente é Serpente" pela milésima vez ao lado do meu amigo Gogo. Ri muuuuuito com essa cena. Parece que foi filmado na minha casa, em 1998. Nunca vou esquecer do Ked's artesanal feito de renda que ganhei da tia Giovanna. Fo-da.

fica a dica

Sanrio é muito mais barata em Dubai. Quando vier pro deserto, vá lá alimentar as lombrigas. Panelas da Hello Kitty. YEP! PANELAS DA HELLO KITTY!!!


Só não tem o café da Hello Kitty, que nem no Bourbon Shopping. Nada de chocolatinho em forma de gatinho manhoso recheado de bicho de pé. :(

Mas tem panelas, escorredor de macarrão e o que mais quiser da olá gatinha.

Comprei uns presentinhos LINDOS pra filha da minha bhabi. Sempre quis ter uma menina. E agora preciso comprar um presente pro guri e não tenho idéia. Meninos são bo-ring.

Gente, o que compro para uma criança de 6 anos que se comporta como uma de 15?


sexta-feira, 3 de setembro de 2010

modo gostosa e burra on

Hoje joguei "fezes de lagartixa" no Google porque muito me intriga aquele pontinho branco em uma das pontas do cocô. Hoje, tomando café da manhã, pensava no assunto e concluí que a minha "conclusão" era muito imbecil: achava que aquilo era uma cola que a bichinha deixava pra colar o cocô na parede.


E tal como Delfin Quishpe, joguei as mãos para o céu e exclamei, em português: não pode ser, não!

Enfim, não é. O pontinho branco seria o "xixi". Como esses bichos não fazem xixi, o ácido úrico já sai no cocô. E como é pouco solúvel, voila.

Porque, fala sério, se fosse cola... Seria um puta bicho esperto. Mas não é. É um bicho porco que emporcalha a casa de merdinha bicolor nojenta pros diabo.

Tipos, nofssa. Deveria descobrir como consertar meu áudio do Mac, mas... Ai gente, já reiniciei, já enfiei o headphone 20 vezes... :( Acho que é alguma coisa de configuração, não?

(hahahaha, tinha que compartilhar, aposto que muita gente tinha a mesma dúvida)

Shakira do sul da Índia

Deus abençoe Índia. Ou não.

SOCORROO!

Meu MacBook Pro tá com uma luzinha vermelha na saída do auxiliar de áudio. O som só funciona com earphones ou caixinha de som. Como desativo isso?


SERA QUE EU QUEBREI?

AAAAAAAAAAAH! Esse computadorzinho hype me dá gastura.

do Tamil Nadu pro mundo

Hahahahahahahahahaha, rindo MUITO! Esse fulano meio que faz um Borat indiano, amei os vídeos. Melhor... Só o "Love Marriage". That's first class!



terça-feira, 31 de agosto de 2010

visto B2 pro Brasil

Escutem essa porque tive estertores subcrepitantes de milhaaaares de decibéis quando ouvi essa pérola da australiana:


- Ana, você é de onde? - perguntou nossa loirinha.
- Brazil, babes.
- Nossa! Meu sonho fazer um vôo pra São Paulo. Mas não tenho o visto americano.
- Hm? - indaguei enquanto engolia uma tâmara de Ramadão.
- Porque eu preciso de visto americano pro Brasil.
- Aaaaahn? - incrédula, estava incrédula.
- O Brasil não fica na América?
- Do sul, babes - intrometeu-se a chefe de Cingapura, mais bege que meu uniforme.
- Então... Para visitar a América, preciso do visto pra América.
- Noooooooooooooooo!!!! - respondeu a chefinha.

Calada estava, calada continuei. Nessas horas é bom que eu cale a minha boca... Porque hadouken no trabalho quem curte? Eu curto, mas gosto do meu salário, então, calemos a boca.

Amém. Calada estava, calada continuei, devorando minha caixinha de Iftar e pensando em pôneis coloridos e nas compras fabulosas que faria na farmácia mais barata de Paris que a Mariana Luxo Scalzo me indicou.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Wordle

Bonitinho. Fiz no www.wordle.net - acho que tem que clicar na imagem pra ampliar? Não sei, só sou bonita.

Wordle: Ah! Libanesa!


Celso, você apareceu. Tá bem nas pontinhas desse croquete de palavras.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

mictório japonês

Mictório japonês para crianças. Em forma de palhaço. Que toca música enquanto o moleque xixa. E alguém tá filmando.


Oras, que coisa tão normal. :/ NOT!


Gordinho Jeitoso

O que seria de mim sem o Celso Dossi? Hahahahahaha, só esse fofoleto para me fazer parar de rir do turco gordo do Lojão do Gordo (várias mudelo). Comece a assistir as aulas de dança (?) do nosso amiguinho adiposo aos 1m25s.


Não sei se gosto mais das coxinhas gordas (bota um short, senão assa), da cuequinha, da leveza da cambalhota tal como uma jaca que cai, do esporro na cachorra, da língua presinha, da cachorrinha que rouba o momento dele...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Yahoo Fotos: comofas????

Alguém sabe como faço para recuperar fotos que estavam antigamente hospedadas no Yahoo Fotos? Que nervoso, não consigo acessar!


Consegui recuperar umas fotos que estavam em e-mails antigos. Inclusive a pasta inteira com todos os e-mails que trocava com o paquistanês, eeeita nostalgia! Gozado, lendo e-mails antigos me sinto tão babaca... Vejo como dava importância para coisas tão pequenas. E como ele foi babaca em fumar no vôo da Lufthansa quando voltada do Brasil. Lembro que ri do assunto. Mas hoje daria uma chinelada no mancebo.

É a primeira vez, desde o término, que mexo nesse vespeiro. Tinha medo. Achei que iria doer demais, afinal, ele foi o grande amor da minha vida e foram bons quatro anos. Mas não. Só consigo me lembrar de coisas boas. Fechei tudo isso com um sorrisinho no rosto e feliz porque amei. Sem ressentimentos, sem odinhos.

O que me entristece é saber que os pais dele não mais estão vivos. Isso realmente dói. Amei a família dele como se fosse minha e...

Bem, me desculpem pela tergiversação... estava perguntando, mesmo: como recuperar fotos antigas no Yahoo Fotos?

(ah, meninas amigas, acho que não sou a única com caixinha de recordações, não?)

"é que no Líbano não existe mulher bonita..."

Hoje passei um nervoso no Long's Bar: conversava com um brasileiro que dizia detestar libanês. Atê aí não me surpreendi, afinal, muitos libaneses que vivem aqui em Dubai são realmente o cu da cobra. E não podemos ter altas expectativas com pessoas. É difícil sair do senso comum, enxergar além, vencer preconceitos, não generalizar. Logo, não esperava que conversaria com a pessoa mais douta do mundo ali, naquela mesa de bar. Mas quando o cara sabe que você tem ascendência libanesa e continua a disparar comentários como "cabelo de libanesa é tão ruim que é grosso como um canudinho" ou "quando a libanesa tira calça, é uma gelatina" ou "não tem mulher bonita no Líbano"... É porque: 1. O cara está mal intencionado; 2. O cara tem alguma deficiência; 3. As duas coisas.


Entendo da seguinte forma: como ele sabia que na minha mistura tinha italiano, achou me me isentaria da metralhada de ofensas. Não cogitou em momento algum que eu poderia ter tias 100% libanesas ou primas ou amigas, ou que minha mãe poderia ser libanesa libanesa. Bem, minhas amigas Shadya e Nadya são 100% libanesas (nascidas no Brasil, mas de origem 100% libanesa) e são lindas demais.

No Líbano não tem mulher bonita? Meu querido: visite o Líbano. Expanda seu networking: existem pessoas fantásticas da terrinha. Lindas não só fisicamente, mas com um "conjunto da obra" perfeito. Visite os clubes libaneses e sírios em São Paulo, procure enxergar além do esteriótipo, veja além do lugar comum. Líbano não é só quibe, dança do ventre e libanês pobre pagando de gatinho na balada.

Entendo que você tenha uma certa frustração com os libaneses em Dubai. Até aí eu também tenho minhas ressalvas. Mas abrir a boca pra dizer que no Líbano a qualidade da mulherada é baixa, bem, aí o bicho pega mais embaixo comigo.

Sei que não é fácil. Exige treino, viagens, mente aberta e uma boa dose de inteligência. It's a kind of magic. Mesmo assim: fica a dica. É por isso que tenho meus leitores maravilhosos que não se surpreendem porque eu amo o Paquistão... E é por isso que amo meus leitores maravilhosos que sempre me ensinam algo.

Aliás, a mocinha da foto, Haifa Wehbe, como podemos ver, é horrorosa... Assim como eu sou, vejam a minha foto na coluna da esquerda. Não sou tão feia porque tenho outras misturas. E, poxa, tem monstro pior do que a Dina Jamal, a dançarina abaixo?... NOT!

domingo, 22 de agosto de 2010

Starbucks

Acho uma merda. Pronto, falei.

Apocalipse Agora!

Voltei de Casablanca. O vôo não estava cheio e Deus quis assim pela minha saúde mental. Se foi bom? Bem, atrasamos muito em solo antes de decolarmos. Logo, o layover foi curto. Saí apenas para jantar ao lado de alguns outros tripulantes e achei a cidade horrível, mas ainda assim um pouco charmosa. Gostaria de visitar com calma, em férias. Tripulando o vôo, não, jamais, nunca mais.


O que me lembra de uma passagem de 'Apocalypse Now':

Everyone gets everything he wants. I wanted a mission, and for my sins, they gave me one. They brought it up to me like room service...It was a real choice mission - and when it was over, I never want another...

Hora de enfiar meus pés no massageador, tomar meu chai e limpar minhas fábricas no Social City. Depois de amanhã: Jakarta!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

já amarrei por menos...

Huahuahuahua, espero que no meu avião, não. Se não me cago de rir!


* Obrigada, Bat Biscaaaaate!

au au au calcinha 1 real

Hahahahahahahahahahahahahahahahaha!!!! Várias mudelo.


* Shukran, ya Celso Dossi, hayati!

hora de tirar as ervas daninhas - e coisas muito bonitinhas!

Estou em uma daquelas terríveis mudanças de ciclo que ocorrem em agostos de anos pares quando um urano passa em algum ponto cagado do meu mapa astral. Hora de reavaliar amizades e dar graças a Deus a algumas que conquistei. Jogar fora cartas e fotografias, fazer uma limpeza na cesta de revistas, reorganizar o guarda-roupas, recolocar o cartão de crédito na gaveta, replantar meus hibiscos em vasos maiores. Faxina emocional e renovação de energias. Não de dou tempo de ficar em mimimis e elocubrações sobre o que nunca vou saber, sobre o que nunca vou entender.


Para isso estou inspirando-me nesses dois blogs com dicas incríveis:


Essa guria, pra mim, é totalmente awe-inspiring. Tudo o que bota a mão fica lindo. Aliás, ela é uma pessoa linda. Com sapatos e esmaltes que me deixam babando. E dona de um senso-de-humor magnífico.

Vejam o post sobre colagens e fichários. Estou apaixonada pela idéia. Amanhã vou a Casablanca e vou com o post "Espinhos e Flores" impresso na mala.


Quero ser a Cláudia quando crescer. Dê um bookmark nesse site e navegue pelas ótimas dicas de viagens, compras, organização e personal image. Babando na idéia dos potinhos para guardar pequenos recuerdos de viajes. Já pensando como fazer por aqui e nas milhares de coisas cute-cute que vou sair colecionando por Paris ao lado do meu querido amigo peruano Luis, que reencontrarei anos depois de uma viagem a Lima com minha mamá e meus dois grandes amigos de infância.

...

Escrevo mais quando voltar de Marrocos.

bisous!

ai, titio!



Eu amo São Paulo, eu amo o Maluf e eu amo o Pavinatto por fazer meu dia lá de Monte Verde.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

para esquentar essa madrugada de Ramadan...

Saudades de virar a noite. Aqui no friozinho do ar-condicionado me divirto com meu novo programa de edição de fotos lomografia-wannabe (thanks a million, Lolla), tomando chazinho cingalês e ouvindo Dalida - a mulher mais linda que já existiu.


Porque a noite é mulherzinha, sim! Ah-ah, ah-ah, ah!



Se tivesse nascido com esse rosto, com essa voz e falando esse árabe... Ah!

salma ya salama, rohna we gheina bel-salama

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Indo aos Estados Unidos nao deixe de visitar a BertaBrasil Butik


Ta foda. Nunca ouvi tanto portugues e variacoes de sotaque estando fora do Brasil. Ate aquele sotaque de dekassegui do Parana eu ouvi. Brasileiros de todos os jeitos: muita calca jeans, camisetinha e Nike Shox. Impossivel nao reconhece-los. Especialmente aqueles casais de meia-idade. "O Gerson... Olha so essa bolsinha. E chique, e da Victoria Secret's". Hahahaha. Porque a Victoria Secret's is the new Pakalolo.
***
Gosto do jeito que o povo aqui e feliz. As gordinhas de shortinho curto mais levantadinho entre as pernas. Nem ai pras assaduras. E eu noiando com celulite. Hah, felizes sao elas. Alias, o povo aqui parece ser bem feliz. Public displays of affection, a elegancia da calca de moletom de cintura baixa deixando o fio-dental (o famoso fio-cheiroso) aparecendo com a tattoo com o nome do macho: "Salvador". Huahuahua. Logico que a baranguice "vareia" de acordo com a area. Quando estava na Park Avenue fiquei caqui com a elegancia das nova-iorquinhas de tailleurzinho caminhando quilometros em sapatenis com o saltinho na sacolinha. Lindas, bronzeadas, musculosas, bem arrumadas. Praticamente pessoas que sairam do catalogo da Banana Republic.
***
Carissimo e ter que depender de deli pra tomar cafe da manha. Pagar quase cinco dolares num iogurte mequetrefe de granola? Prefiro servico de quarto. Por 14 dolares tomo um continental bem razoavel aqui no Sheraton e nao passo raiva com a ousadia do mexica que riu porque eu nao tinha o suficiente para pagar a conta. Sorry. Nunca imaginei que dois iogurtes, um pedaco de bolo e um saquinho de 52g de sucrilhos custaria 14 dolares - so tinha 10 porque me acabei, me a-ca-bei na farmacia. Na proxima compro tudo no Pax (ao lado da Victoria's Secret da 34th, na esquina da Macy's) ou nas farmacias Duane Reade que tem algumas comidas processadas e saladinhas.
***
Gosto da Victoria's Secret mas ainda nao entendo o hype da marca. Naooonde aquilo e sexy? Gosto dos soutiens de dia-a-dia, sao bem confortaveis, deixam o peitinho munito e tem um preco razoavel para uma peca que sobrevive a minha maquina de lavar. Agora, me desculpem: aqueles creminhos com cheirinho de chicle beiram o insuportavel. O de morango com champagne e o unico que uso (pra dormir cheirosinha depois do banho). Mas nao entendo como tem gente que coleciona aqueles cremes com cheiro de iogurte.
***
A cidade esta insuportavelmente lotada: ferias escolares! Muitos turistas. Os idiomas que mais ouvi foram portugues, espanhol e italiano. Nem te conto o nervoso que me deu quando entrei na Toys R Us da setima. Que fique claro que entrei porque queria ver as Barbies (nossa, passei MAL). Mas descobri uma fofura chamada Calico Critters. Veja la em cima do post (hm, tava pensando porque diabos eu enfiei uma imagem tao miguxa e fofoleta no post?). Tive que sair de perto para nao passar meu cartao comprando, hm, bosta. Porra, mo bonitinho! :(
***
Andando em Times Square me senti num clipe do Delfin. So se fala espanhol por aqui. Manhattan Connection? Meu cu, urubu. Isso aqui ta Coneccion Acapulco.
Alias, hoje levei uma cantada tao nava a ver... Um sirio (cego se nao era sirio) me para pra perguntar de onde me conhecia. Eu, mocoronga, dei trela sem querer: "ahn, como assim voce me conhece?". A ficha caiu so depois porque sou mais bonita do que esperta. Enfim, pra cortar logo o malaco disse "impossivel, eu nem moro aqui". Ele, logico, perguntou de onde eu era.
"SOY DE COCHABAMBA!!!!"
E continuei andando. Linda. Tigresa del Oriente e sereia do Titicaca. Sifude.

babaaaaaaaaaaaado, bandejeira!

Amigas, colegas, leitoras. Peguem sua xicarazinha de chai e senta aqui no sofa da libanesa porque tenho um babado forte.

Bem, estavamos futricando no aviao outro dia eu e uma guria africana, que vou chamar de Margarida para omitir nomes. Muito querida, voamos juntas para Joanesburgo com um amigo nosso brasileiro cujo nome aqui nao posso revelar.

Bem, um ano e tralala depois nos encontramos num Hyderabad de madrugada e futricavamos. Da nossa noite divertida em Joanesburgo la no Montecassino, desse nosso amigo brasileiro e do peguete australiano desse meu conterraneo.

Entao ela coloca as maos na cabeca e exclama: "que guri mais maluco esse australiano, nao?". Hm, na verdade nem me lembrava do moleque. So me recordava que ele nao batia muito bem e que disse pro meu amigo brazuca que aquele era um caso de Joselito da vida real.

"Ah, gata, ele era doidinho, sim" - respondi.
"Doidinho? Hello-o!!" - chochou-me.
"Cuma?"
"Voce nao sabe?"

Bem, amiga leitora. Ta sentada? Esse menino, segundo a Margarida, foi o comissario que fez aquela brincadeira de hiper mal-gosto sobre a bomba a bordo no voo EK 007 (Dubai - London Gatwick). Logico que esta no xilindro. Se nao viu a historia, leia aqui.

Eu so nao pari um avestruz porque meu metodo cartesiano de jornalista me faz duvidar de tudo e checar. Mas o voo pra Hyderabad foi tao cansativo que o assunto morreu, esqueci.

Pois agora, voltando do meu shopping spree em Manhattan, encontrei um dos tripulantes e engatamos um chit-chat com fofoquinhas enquanto tomavamos um cafe na rua e fumavamos um cigarrinho. Falavamos de confusoes na empresa e o assunto voltou.

Como o alemao nao me pegou dessa vez, aquele maldito Alzheimer, nao esqueci e subi correndinho pra checar. Digitei palavrinhas magicas no Google e vi a foto do guri: GENTE, ERA ELE MESMO!!!

Bege que meu amigo fez o corpinho dum criminoso. Bege que ele fez isso numa tarde em Joanesburgo e depois me chamou no quarto dele para fofocarmos e ver uns shows da Madonna. Bege relembrando da chochada que dei dizendo que o moleque era meio sem nocao, levemente retardadinho.

Bege, bege, bege, amiga. To caqui! Tinha que dividir com voces, amados leitores de mi corazon.

beijos-me-bbm

voce percebe o quanto ja esta arabizada quando...

Chega no hotel esfomeada e desce para comprar um falafel no Arafat, o egipcio que vende shawarma, bagel e essas porcarias nova-iorquinas (que eu adoro) na esquinha da 52 com a setima. E ouve:

- Ana, habibti, ta meio cedo pro falafel!

Sim, ja sabem ate o meu nome.

- Kifac, Arafat?
- Alhamdullillah, Ana. Kific?
- Alhamdulillah, shukran.

Ai comeca a sabatina "voce conhece o Wesam, um egipcio, seu colega... Baixinho..." seguido de "e o Mohammed, um palestino com passaporte canadense?". Depois de uns vinte Mohammeds e Alis e Ahmeds e Abdullahs, peco uma sugestao pro cafe da manha.

- Bagel. Ovos com bacon.
- Wallah, Arafat!
- E halal, Ana! E halal!
- Ah, entao ta!

Deus, proteja meu estomago. Das coisas que vendem nas ruas (inclusive os bilhetes de loteria) eu como poucos street food:

- o yakissoba da frente da Gazeta (porque classicos sao classicos, sou proud do jornalzinho da Casper Libero que investigou o making of do chines e o resto voces nem querem saber);

- o acaraje com coliformes la da Liberdade;

- a arraia no chilli la no Chinatown de Cingapura (uma delicia, apesar de soar como um habito meio barbado comer um bichinho tao bonitinho);

- pretzel nova-iorquino;

- shawarma, qualquer um. Em qualquer lugar;

- os chapli kebabs de Peshawar que compravamos la no Saddar, uma porcaria tao roots que era servida no jornal.

Bem, voltei pro hotel esfomeada. Caiu no meu estomago com a leveza de uma bola de boliche - tal como o curry wurst que comi em Berlim. Puta troco oleoso, coisa de americano gordo safado. Aos que se preocupam com minha cinturinha: fiquem frios, ja vomitei tudo! Nem por bulimia, mas porque meu estomago mandou um recado: "meu cu, demonia, nao fode, racha dos infernos!".

Bem. Agora que fiz a modelete, vou correr pra Victoria e pra Macy's e Bath & Bodyworks e Sephora e Best Buy e BH e pa, morri.

Morri linda em Nova York, sorry ZL!

domingo, 15 de agosto de 2010

Playlist: Nova York

Minhas quatro favoritas para botar no Ipod quando for a Nova York.


1. Empire State of Mind - amo, amo, amo! Sempre rola no Ipod enquanto escolho calcinha na Victoria.

Salvar agora


2. New York City Boy - Essa do Pet Shop Boys, pra mim, é perfeita para quando entrar na Ambercrombie & Fitch para ver aqueles vendedores gatíssimos. You feel, the deal, is real...



3. Nova York do Christian & Ralf - Porque nem só do hype vive a menina. Sonho de toda classe média que quis comprar na BertaBrasil Boutique. Confesso que canto essa a plenos pulmões quando chego no hotel enquanto seco o cabelo e pulo na cama antes de sair!



4. Porque não seria eu se não baixasse o nível:



5. E a minha favorita - que acho tão new yorker, tão Gay Talese em "Fama e Anonimato":

sábado, 14 de agosto de 2010

rodada de Doha

Não só porque estou company-sick da minha amada companhia aérea de Do-bye... Mas porque todos que me relatam suas experiências com a Qatar Airways e o aeroporto de Doha acabam me contando histórias de funcionários mal-educados, pagamento de excesso de peso por 600 gr a mais, vuco-vuco no aeroporto. Enfim.


Libanesa tem que ver pra crer. Afinal, para uma pessoa como yo que já tem know-how de aeroportos paquistaneses... Tem que ser trash metal pra me impressionar.

Bem... Foi.

Que cazzo de aeroporto é aquele? A Qatar é uma companhia aérea 5 estrelas. Nem a minha é. O aeroporto deles é quase um Aeroporto de Karachi. E a minha não-5 estrelas tem um terminal inteirinho só pra ela.

Minha epifania tosca foi a "praça de alimentação": um A&W, um stand de sorvete, um café com snacks velhos. No térreo, um café um pouco melhor. Mas superlotado! Optei por um sanduíche de roastbeef no A&W - afinal, já vi esse fast food em algum lugar. Paguei 47 dirhams (isso aê mesmo, uns 24 reais) por um combo com coca-cola, batatas fritas que nem ousei encostar e um topping extra de cheddar que parecia ser feito com maizena e corante. Não ficou nem 3 minutos no meu estômago!

E se quisesse pagar pra tomar café no stall ao lado... Pagasse sua fortuninha, pegasse um copo de água quente... Para depois abrir a lata de Nescafé e acrescentar leite. Uma salva de palmas!

Sem falar dos passageiros. Depois de dois dias vendo gente bonita em Berlim, quase chorei. Rodoviária em Peshawar, botequinho em Calcutá, vendinha em Kabul... Não me senti nem no INDIAN THRILLER (golimar-ar-ar-ar), mas no PAKISTANI THRILLER:




Essa rodada que dei no aeroporto de Doha realmente foi isso aê.

Reggaeton Paquistanes



Emocionada. Serio.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

fazendo a politicamente correta

Pra nao dizerem que sou uma turca fiadaputa Hezbolleteira que gosta do Farfur, o Mickey palestino, deixo aqui uma tocante homenagem a Israel e meus amigos de la. Muito em breve eu os verei em Tel Aviv! :) Se nao me gongarem, oficorsi. Se o Mossad nao jogar "ah libanesa" no Google e ver que Wendy e a Tigresa do Oriente se juntaram com o Delfin para deixar uma linda mensagem nesse blog cheio de amor e paz.



*valeu, Ibira!!!

P.S.: Forca no chroma key. Acredita, pueblo. Porque visto vai ser FODA.

fica a dica - it stays the tip

Hahahahahahaha. Celso Dossi fez meu dia, pra variar:



So nao ri mais do que a edicao da CARAS com o aniversario da filha da Ticiane Justus.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Fair & Lovely

Para voces verem que nao estou exagerando quando falo do Fair & Lovely e do preconceito dos golimares com pessoas de pele escura. A questao e que eles tem a pele escura e gastam os tubos em cremes que deixam a pele mais clara.

Nao consigo me conformar. Vivo nas Emirindias por 2 anos e meio e ainda nao consegui me conformar com isso.





Tambem tem a versao masculina. Vejam o bronzeado noruegues do Shahrukhao.



Hmmmmm. Depois sou eu que exagero?

papa-oscar-romeu-romeu-alfa!!!!


Espumando de odio aqui. Liguei na outra companhia aerea pra fazer minha listing e a mocinha com sotaque tototo de golimar me diz que nao pode fazer listing. O que e mentira, afinal, nao e a minha empresa que vai fazer listing na empresa aerea dela. Sabe preguica? Deve estar muito ocupada cutucando o pe ou tomando chai ou as duas coisas. Enfim, insisti, pedi pelo amor de Deus, de Allah, de Shiva e de Tutatis para que ela fizesse um esforcinho pois preciso ir pra casa, sabe, moca? Eu tenho familia no terceiro mundo, sou brasileira, pais pobre, sou humilde e tenho cinco filhinhos pra criar.

Ela tentou puxar o numero do meu bilhete mas e LOGICO que nao encontraria - afinal, tenho um bilhete ZED que e aberto, nao existe reserva. Estava eu ligando para essa infeliz para fazer justamente isso. Ate a copeira da agencia de viagens sabe disso.

Ela me diz que o voo esta cheio. O que sei que e mentirinha, afinal, o sistema nao mostra isso. Pedi para que ela me colocasse no voo da tarde, entao. Ela disse que me faria esse favor.

Olha, moca. Depois sou eu que sou racista. Nunca vi povo pra ser tao corporativo. Na proxima eu ligo forcando sotaque tototo. Fico puta com essa falta de profissionalismo, sabe? Pelo sotaque ou cor da pele esse povo faz da tua vida um inferno. Como libanesa pelo longo e liso com sotaque nao-tototo que nao precisa usar Fair & Lovely, inspiro o odio dessa mulherada. Sabe dor de cotovelo?

A coisa e tao verdadeira que, ontem, pra conseguir emitir meus bilhetes com paz-de-espirito, tive que fazer a meiguinha e jogar charme pros golimares do balcao se quisesse que algo fosse feito. Senao ouviria "problem, madam, problem".

Logo, golimeiazinha, fica na tua que to com teu nome na minha agendinha e na macumbaria. E aprenda o alfabeto fonetico, porra! S for sugar e cu de rola.

VITOR-ALFA // DELTA-ALFA-ROMEU // MIKE-ECO-INDIA-ALFA // HOTEL-OSCAR-ROMEU-ALFA // DELTA-ECO // CHARLIE-UNIFORM !!!

PAPA-OSCAR-ROMEU-ROMEU-ALFA!!!!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

chi del gitano i giorni abbella? la zingarella!

Sete da manha em Do-buy. Estou em pe arrumando mala e me preparando para a longa jornada ate Sampa via Joanesburgo. Acostumei-me a ouvir musica alta de outros apartamentos pela manha. Nao que meus vizinhos sejam pentelhos, mas minha audicao e meio ninja e meio que ja nasci com um Sonic 2000 pre-instalado (uau, posso ouvir uma agulha caindo do outro lado da sala). Nao e que alguem esta ouvindo "Coro degli Zingari" da 'Il Trovatore'? Sabe, tem coisas que me deixam emocionada. No meio de tanta porcaria e Ke$has e Katy Perries... Ouco Verdi pela manha.

Sinal de que o dia vai ser feliz? Ou que o aeroporto de Joanesburgo sera uma "experiencia"?



O que foi que ela disse?

the more I look the worse it gets



I’m wide-awake and never sleep
Don’t worry
I can’t control myself
Don’t wanna make another scene
Just wanna become someone else
I can’t decide on anything important
Don’t tell me I’ll forget
I’ve seen my face too many times
The more I look the worse it gets
The worse it gets, the worse it gets
The more I look the more I look the worse it gets

Quantas pessoas te fazem sentir extraordinario?

Li essa frase de "Marley & Eu" no status do meu amado amigo Marcos no Facebook. Nao conhecia porque nao li ou assisti ao filme. Tenho horror de historias emocionantes envolvendo cachorros de estimacao - ja tenho quatro dessas em casa.

Esta na hora de passar a faca e fazer a limpa. Bateu a melancolia dos anos pares (2004, 2006, 2008 e agora 2010) e dou minha mao ao Daniel para nos juntarmos a uma rodada de tequila em algum bar cheio de bicha bonita (porque nao sou obrigada).

Estou feliz, por outro lado, que estarei em Sao Paulo ao lado dos meus amigos de verdade - aqueles que escolhi a dedo, nao os circunstanciais "colegas de empresa expatriados". Saudades das pessoas que me acham extraordinaria. Que me acham inteligente, linda, bem-humorada. Mal sabem elas (porque nao sei expressar meus sentimentos muito bem) que a admiracao e reciproca e profunda. Pessoas que estao em meus pensamentos quando estou comprando uma revista de fofoca de Bollywood ou chochando pessoas mentalmente.

Uma pena que algumas nao tenham tal admiracao. Logo, nao sei porque se aproximam tanto de mim. Gozado que algumas tem um preconceito muito velado porque sou comissaria de bordo (a eterna fama de menininha caipira sonhando alta ou, simplesmente, puta) mas nao fizeram metade do que eu ja fiz na minha vida ou ja estiveram no Quenia e em Bangladesh.

Quando a ficha cai... Bate a melancolia. Nao porque eu va chorar por essas pessoas, afinal, nao jogo perolas aos porcos. Mas pelo meu ego ferido berrando "poxa, mais uma vez eu me enganei". Confesso oscilar entre a belicosidade absoluta e momentos Pollyana.

Enfim, preciso da minha casa. Da minha mae, dos meus cachorros, das melhores amigas, dos melhores amigos, dos cosmos na TW com o Ale enquanto chochamos as bichas feias.

Se me arrependo? Nao. Ainda acho que mesmo se amarmos as pessoas erradas, ainda e valido. Acho que me enganei um bocado, sim. Doeu no final, mas isso eu apago e o resto das boas memorias deixo gravadas em albuns recheados de bons momentos. Que vou esquecer por muito tempo em uma prateleira aqui de casa atras de algum novo retrato. E, mais tarde, folhear sem . Juro. Sem nenhum rancor.

Nao vale a pena. Sabe? Nao vale a pena. Afinal... Sou uma comissaria com gostos peculiares demais.

sábado, 31 de julho de 2010

eu pulo, eu pulo, eu pulo como o Rei David!



Beibes, tô ungidíssima! Bonde das gatinhas é joia. O resto é BIJOTERIAAA!!!

beijosvouproquêniaejávolto

quinta-feira, 29 de julho de 2010

intimidade de Chimbinha

Bege. Ouvi a voz do Little Chimba pela primeira vez na vida e ele tem a mesma voz de um porteiro que trabalhou lá no prédio em Sampa... Mas eu queria saber se a mesma mexa que ele tem na cabeça... Enfim.


Ah, estava no show de Sampa que foi pro DVD. Eu, Celso Dossi, Ludo Diniz, Dri Spaca e todo o bonde das gateenhas. Minhaaau! (ah, me deixa... se Eike Batista anda fazendo poesia no Twitter, posso fazer a gatinha dos piano clássico teclados)

Air Blue: a companhia aérea mais simpática do mundo



Estou muito triste. Um avião da Air Blue colidiu em Margalla Hills. Cerca de 152 pessoas perderam suas vidas e, fico bege, porque uma delas poderia ter sido eu. É que não viajo mais com freqüência ao Paquistão. Mas era associada ao programa de milhagens dessa empresa.

Assim que soube da notícia liguei imediatamente para meus amigos pilotos da Pakistan International Airlines. Cada um deles conhecia algum tripulante ou passageiro no vôo. Estou em choque, ainda.

Uma das melhores memórias que guardo da Air Blue se passou em 2007, quando ainda não vivia em Dubai. Estava transitando em Dubai a caminho de Peshawar, no Paquistão. Cheguei nos Emirados Árabes com a KLM e seguiria viagem com essa empresa - já que era a única que emitia bilhetes online.

Fiz o check-in no terminal 2 do aeroporto de Dubai, praticamente um outro universo operado por linhas aéreas do Afeganistão, Paquistão, Irã e Iraque. Em dois anos e meio em Dubai nunca vi nenhuma mulher usando burqa no país. Mas elas estavam ali no embarque da Ariana, a decrépita empresa afegã. Só não vi cabras porque animais são proibidos no terminal.

O vôo sairia de Dubai de madrugada. Meu jet lag implorava por um café. Sentei-me em uma mesinha no Costa para deixar minha mochila e notei um grupo de comissárias que me olhavam, riam e cochichavam. Acho que além das funcionárias da ONU, das mulheres do exército americano e de meia dúzia de viajantes ocidentais malucas (seria eu uma delas?), mulher branca não era uma visão comum por ali.

Puxei papo (na verdade queria perguntar se estava cagada porque odeio ser observada, mas quem conhece o Paquistão direitinho sabe que nem sempre o povo te encara por maldade, ao contrário) e elas me convidaram a dividir a mesa com elas. Perguntaram-me de onde eu era, o que estava fazendo em Dubai, o que faria no Paquistão. Rebati com novas perguntas sobre como era ser comissária de bordo (eu ainda não era uma), qual o destino favorito delas, o que elas mais gostavam em nos Emirados.

Além de dicas preciosas sobre a cidade, ganhei um copo de capuccino que uma delas me comprou. Quando elas se levantaram para ir até a aeronave, cochicharam com o funcionário de terra e apontaram pra mim. Ganhei um upgrade! E nem cobraram meu excesso de bagagem - viajava com um case duro de um violão elétrico Takamine que o ex comprou em São Paulo e não teve como carregar.

Dentro do avião a sabatina continuou e ganhei um convite para jantar e conhecer a família de uma das meninas. Como uma recusa seria ofensa, prometi que iria e fui (e comi muuuuito e fui muito bem recebida). Ao chegarmos em Peshawar uma delas se voluntariou a caminhar comigo até as mãos do Saj. Passei pela imigração ao lado dela - que empurrava todos os homens para o lado para que eu passasse e não fosse assediada, busquei minha bagagem sem passar no raio-x (imagino as perguntas do customs vendo um case de guitarra recheado com sapatos) e fui entregue.

Minhas outras experiências com a Air Blue não foram piores. Uma vez embarquei com uma indigestão terrível após me entupir de mangas sob uma mangueira carregada no quintal da família. Como o vôo estava quase vazio, pedi autorização para a comissária para mudar de assento. Disse que estava me sentindo mal e ela mudou alguns passageiros de lugar para que eu me deitasse em uma fileira de três. Perguntou o que eu queria comer. Disse que não estava em condições de comer nada porque havia me esbaldado em mangas. Ela me olhou e suspirou "ohhh januuu!!!" (oh, querida!). E voltava de dez em dez minutos para saber se eu estava bem.

Também tive boas experiências com a PIA, mas a Air Blue sempre me soou mais simpática. A cortesia da tripulação eu nunca vi igual em nenhuma outra companhia aérea. Porque sentir-se especial, pra mim, não é comissário que vem me dizer olá porque leu na lista de passageiros que sou uma frequent flyer com uma caralhada de milhas. Odeio voar em empresas aéreas de grande prestígio onde o passageiro parece incomodar os tripulantes porque quer um café. Recentemente voei pela Etihad e senti medo de ir até a galley pedir um copo de água.

O que tenho a dizer é que sinto muito pela perda da Air Blue. Minhas sinceras condolências as famílias de passageiros e tripulantes do vôo ED 202. Esse foi o pior acidente aéreo da história da aviação civil paquistanesa. Se tiver que viajar ao Paquistão novamente, não terei medo de escolher essa companhia aérea.

domingo, 25 de julho de 2010

Crazy Hong Kong

E amanhã embarco para meu destino favorito: Hong Kong. Não consigo pensar em lugar que goste mais do que essa ilhota palco de filmes de Kung Fu cheia de lojinhas da SASA (uma rede que vende cosméticos que é uma delicinha, tipo Sephora meets Hello Kitty).


Vou levar uma muda de roupa e nada más: espaço na mala para comprar bota de inverno no St. Peters em Kowloon e muitas bugigangas. M'entupir de Dim Sum no café da manhã e curtir a cidade com a chinesada frenética.

Ásia: é xexelenta mas eu ADORO!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

gordinho do mal

Huahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua, mellldelllsss, Celso Dossi fez o meu dia mais uma vez! Huahuahuahuahuahuahuahua!!!!!!


Mãe, se eu chegar em São Paulo e não tiver coxinha com catupiry, mas aquelas horrendas coxinhas coquetel daquela padoca da Zona Leste eu... Eu vou comer vegetais folhosos porque não sou mais gorda e não penso mais assim.

Huahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua!!!!

Tem coisa mais chata do que esse programa de feira de antiguidades que passa na BBC? Como inglês curte cacareco, não? Existe uma diferença bem grande entre antiguidade e velharias. Tô bege com a quantidade de porcariada que esse povo troca por três dígitos de libras.


Be-ge.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

é um pônei bebê com capinha de chuva, óóó


Preciso disso. Onhóóóóim!!!

o quarto dos outros

Adoro esses videos de menininhas que mostram o quarto e os cacarecos. É meu lado voyeur não-sexual (isso é possível?) que tem seus momentinhos de catarse vendo que não sou apenas eu que coleciono tantos cacarecos inúteis - além de ver como as outras organizam seus banheiros, armários e caixas de maquiagem. Curioso que o consolo ninguém mostra, né? Huahuahua.


Dia produtivo, pra mim, inclui organização de sala, cozinha, banheiro e quarto. Especialmente agora em que vivo em um apartamento que não é um cortiço, adoooooro mudar a disposição dos móveis, pendurar quadros e comprar porta-retratos. Coisa de quem sempre brincou de casinha.

Aliás, quando brincava de Barbie, passava umas cinco horas montando a casinha e apenas uma criando dramalhões e triângulos (as vezes até hexágonos) amorosos entre Barbie, Suzy, Ken e a Xuxinha da Mimo. Sempre rolava traição e surubinha. As vezes até uma zoofilia, já que nem toda Barbie tinha seu Ken. Rolava um Peposo ou outro bichinho de pelúcia para fazer par. Não era cristão, eu sei, mas era o que tinha pro dia.

Mas sem mais tergiversações. Dizia aqui que adoro ver o quarto dos outros. Se alguém tiver uma babaquicezinha (adoro a dancinha das gurias mostrando suas bugigangas) dessa ou links de decoração e organização, pulfavô, divida aê.

Se vocês insistirem muito eu faço um. Huahuahua!

Yzeebiiiidah!!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

bom dia

Dormi mal, estou com jet lag. Hoje acordei achando que estava em Colombo e achei que o quarto de lá estava muito parecido com o meu, huahuahua. Não estou nem uma hora e meia na frente, nem oito, nem quatro. Meu corpo não está em Dubai, nem em Colombo, nem Banguecoque e tampouco Sidney. Não sei onde está, só sei que devo trabalhar. Beirute e Hyderabad.


(nossa, rimou. parece até rap de maloqueiro)

De roupão tomando café na sala e mexendo no meu Mac antes de me enfiar no uniforme. Mas meu dia começou bem graças ao Celso Dossi.

Hahahahahahahahahahahaha:


UM BRINDE AO DJ COM BOCA DE MACACO PREGO QUE ME GONGOU NA BALADINHA EM COLOMBO, CAPITAL DO XEXELANCA!

"TOCA LADY GAGA?"

"Não."

HUAHUAHUAHUAHUA. Tá achando que aquela biboca é a TW, libanesa?

terça-feira, 13 de julho de 2010

o capiroto que mandou



Estou em Sidney. Sorry, mas nao consigo achar essa cidade suuuuuuuuuuper legal. Acho bonitinha, limpinha, tem uma Kinokuniya que me faz pirar (mais que todas as outras). Mas nada mais. Nada, nada mais.

E aqui nao aprendi coisas boas. Vejam bem... Os australianos comem uma pasta de extrato de levedura chamada Vegemite. Quando me perguntam "libanesa, voce comeu coco?" quando digo um absurdo, poderia dizer "nao comi coco, mas comi quase isso" se considerarmos o sabor agradavel como uma hemorroida dessa delicia australiana.

O que aprendi sobre o tal do Tim Tams (um wafer de chocolate com recheio de chocolate e cobertura de, adivinhem, chocolate) e que se voce morder a pontinha superior esquerda e a inferior direita (ou superior direita e inferior esquerda, depende se es destro ou canhoto) e usa-lo como canudinho quando estiver tomando chocolate quente...
Tipo assim:



Bem. Para saber mais sobre essa coisa de gordo, cliquem aqui. Nao tenho nada a ver com essa safadice, com essa pouca vergonha. E que saibam que os Tim Tams que estou comendo agora estao sendo usados como canudinhos de leite desnatado, aqui no meu hotel. Porque, como sabemos, chocolate quente engorda.

beijos

P.S.: Para quem nao encontrar Tim Tam nas prateleiras (em Dubai: tem no Spinney's), usa Bis ou Sem Parar. Tipo, nao fica a mesma coisa. Mas o que vale e a intencao. E e o que temos pra hoje.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

humor negro

Se você rir é porque teu humor é negro. Não me lembro de ter rido tanto nos últimos meses.


E se você, caro leitor, der risadinha, te vejo no inferno. Sou aquela altona de cabelo liso tomando gin & tonic com o Paulo Maluf. Se mesmo assim não me achar, pergunte pro Alice Cooper que ele te dá uma referência.



Queria dedicar esse vídeo pro Roberto Chiachiri, pra minha irmã filipina Andrei, pra Celena, pra Dri Spaca, pro Alexandre Lucas, pro Pavinatto, pro Marcelo, pra minha mãe e pra você, Xuxa!

(ou seja, todos aqueles que estarão divindindo mesa comigo no inferno, iscrusive a Xuxa)

beijos

domingo, 4 de julho de 2010

pesadeeelo

Deus me castiga por comer chocolate, só pode ser. Estava eu fazendo uma siesta depois do chá da tarde (ah, domingo, mais um dia off após ser gongada de um Pequim) quando tive um desses sonhos absurdos que tenho quando cochilo.


Pois sonhei que estava deitada de conchinha com o ALICE COOPER. Ele brincava com meu cabelo e dizia que eu tinha uma bundinha linda. AAAAAAAARGH!!!

Acordei com taquicardia, assustada. Meo, sonhar com um homem que parece a Gretchen e usa lápis de olho? Porque essa pessoa está no meu inconsciente? Assim como o José Wilker? ARGH, ARGH, ARGH!!

Papai do céu, hoje fico só na saladinha. Amém.

e nos livramos disso. :))) ihihihihi

quero dinheiro pra me divertir

Um brinde a Paola Bracho!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Porque hoje e sexta-feira!

Vou perder o jogo do Brasil contra a Holanda porque entro no aviao justamente no pontape inicial. Mas pouso na hora da balada, weehee! Vamos descer ate o chao!

Beatles de Bengaluru

Recebi isso via MSN e quase morri engasgada com meu cafe da manha aqui em Colombo. Por isso que nao odeio totalmente a India: no quesito tosquice eles sao profissionais. Pegue qualquer coisa, faca uma versao indiana e o resultado e algo porco muito mal feito. Que eu adoro!



* Obrigada, Marcelo!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

um dia de odinho

Meu, vou postar aqui porque tive até taquicardia. BEGE com o que me aconteceu. Estava eu comprando um cesto de roupas sujas novo no Home Centre quando me confundi ao entregar o cartão de crédito - como o ATM engoliu meu cartão de crédito porque tenho mania de enfiar o cartão errado, o banco me mandou um cartão novo. Na verdade me mandou dois, um errado e outro não-errado. Por mocoronguice ou distração deixei os dois na minha carteira. Resultado: entreguei o cartão que não deveria. Ou seja, deu card retained.


Não entendi o inglês da atendente de caixa e pedi para ver o cartão. Queria ver se era o novo. Porque se fosse o novo algo estava errado. Muito errado.

Pedi para ver o cartão e ela me disse "não". Achei que não tivesse entendido e pedi novamente e inclinei o corpo para ver se aquele era o cartão assinado ou não. Ela escondeu meu cartão e CHAMOU O SEGURANÇA.

Tipo... Oi?

Até cair minha ficha levei alguns segundos - e já tinha entregado o meu Visa, que aquela vagabunda já estava falando. Nisso ela disse que eu tentei tirar o cartão da mão dela (!!!). Virei para o consumidor que estava atrás de mim e perguntei "eu tentei tirar o cartão da mão dela?" e ele disse "não, absolutamente" na frente do segurança.

Aí minha ficha caiu. Eu estava sendo tratada como uma criminosa porque meu cartão deu "retained" sendo que, enquanto o burburinho ocorria, ela passava a compra no meu Visa.

O Visa foi aprovado. Silêncio.

Cara... Não sabia se chorava de ódio, se a matava, se chamava o gerente. Só sei que me deu uma taquicardia tão forte e um ódio tão terrível que eu baixei a cabeça e pensei.

1. Não ia dar o gostinho de chorar na frente daquela desqualificada, embora sentisse minha maçã do rosto já se repuxando. Nunca me senti tão humilhada!

2. Não quero ser presa por matar ninguém. Se, um dia, for presa... Que seja por algo que tenha valido a pena, tal como exposição indecente ou algazarra no aeroporto de Tel Aviv.

3. Se eu chamasse o gerente, ela seria demitida. Tipo, I'm a bitch mas nem tanto. Sei que ela deve ter 4 filhos em Manila pra alimentar e, no final do dia, não quero ser responsável pela miséria de ninguém.

Mas deixei bem claro que não gostei como ela me tratou. Fiz discurso, sim. E só parei quando ela ficou vermelha, baixou a cabeça e pediu desculpas.

Saí tão alucinada e com tanta vontade de matar alguém que voltei pra casa. Simplesmente não acredito que uma pessoa que trabalhe com público possa ter uma postura tão horrível. Já tem duas horas que isso se passou e ainda estou bem cagada de nervosa.

Enfim. Pelo menos comprei as flores pro aniversário da flatmate, vou fazer os cupcakes e o pavê. Amanhã vou pra Colombo ver meu cabeleireiro favorito, comer um cheesecake na Paradise Road e curtir essa ilhota que sempre me faz tão feliz.

E quanto a atendente do caixa... Bem, que ela tenha percebido a cagada que fez e que tenha um ataque de oxíuros carnívoros naquele fiofó dela (e vou saber porque um dia estarei naquela loja e hei de vê-la coçando o tobinha na quina da mesa).

Agora vou:

1. Cozinhar;
2. Tomar um copo de vinho;
3. Fumar 3 cigarros;
4. Ouvir Amado Batista;
5. Mimimi com o primeiro ser vivo que me der confiança no Skype ou MSN;
6. Arrumar a sala, faxina me acalma.

Grrrrrrr! Putaquepareeeeeo!!!

terça-feira, 29 de junho de 2010

Pitchulo do Mês



O pitchulo aí de cima é o Syed. Ele teve a ousadia de querer me adicionar no Facebook. Fiquei emocionada, sabe? Mas resisti a tentação para não pensar no pecado. E porque não adiciono quem não conheço - tenho mais de 300 amigos porque sou uma pessoa querida e amada, huahuahua. Mas quem quiser um amigo virtual paquistanês, me manda uma mensagem que passo o perfil do pitchulo.

Viram só como sou legal? Cuenda o chapeuzinho... Hahahaha, tô rindo 4 dias toda vez que logo meu Facebook.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Kimora who?

Tô vendo esse reality show "Kimora, Life on the Fab Lane" sobre o cotidiano de uma modelo chamada Kimora. Sabia não quem era a japa-china-filipina-sei-lá até wikipediar: uma modelo e diretora creativa daquela "grife" Baby Phat que só faz roupa vulgar pra menina que se acha sista do Bronx e ouve black music estilo menina mano - na boa, se o seu namorado não entrega s'fiha pro Habib's, não use essas roupas. Quem não conhece, sugiro uma visitinha ao site - coisas horrendas que Catherine Deneuve jamais usaria.


Mas o que eu gostei é que ela não tem medo de ser caphona e é mega bitch. Gosto de mulheres bitch - sou uma delas. Gosto de gente com excesso de auto-confiança. Além de me fazer rir pencas, sei que são essas pessoas que conseguem o que quer. Recomendo que assistam ao show, é hilário - para quem adorava o reality show da Nicole e da Paris, eu agarantio: vocês vão se divertir muito! Mas toda bitch um dia vai pagar pela bitchness. Kimora engordou e tem cabelo ruim (vi quando ela estava na piscina). E eu acabo de queimar meu cake wreck de chocolate. :(


eu e o Chuck Norris, parte II

Bem, o post continua porque eu não contei a minha briga no IKEA. É, porque quando a última gota faz o copo transbordar eu tiro o Chuck Norris de dentro de mim.


Estava lá eu toda linda esperando minha vez para ser ajudada pelo funcionário do IKEA para pegar duas pequenas estantes de livros quando um indiano de meia idade (ou outro país do subcontinente, não me chamem de preconceituosa... um tiozinho com aquele fenótipo, bigodinho, camisa de manga curta com uma caneta no bolso enfiada na calça e uma papete, com certeza, não era um norueguês) enfia o carrinho na MINHA FRENTE (esse povo adora furar fila) e rouba o meu funcionário.

Mais uma vez fiquei khaki com a bestialidade dessa gente. Inspirei, expirei, contei até 30 e pensei em filhotinhos de poodle. Mas, porra, não consegui. Fui atrás dele e bati no ombro dele "excuse me????".

Ele balançou a cabecinha. Típico.

"You just cut the line. I was waiting here for 10 minutes!"

Ele balançou a cabecinha. Disse pro funcionário que estava esperando já um tempão para que ele me ajudasse a buscar as estantes. O funcionário em toda a sua passividade filipina não fez nada, só deu uma risadinha típica significando "não posso fazer nada, que merda".

Meo... Pelos poderes de Grayskull... EU VOU VIRAR A BIIIIIICHAAAAAA!!!!!

Bem, o inglês que estava atrás de mim também não curtiu a ousadia do golimar. Pois fomos nós dois (uma arruaceira brasileira e um hooligan) resolver aquela putaria no verbo. Dedos em riste, sermões, reclamações. Um balançava a cabecinha. O outro ria.

O tiozinho britânico finalmente disse que essa "lady" aqui (huahuahua, uma lady, mesmo, Lady Ana Karina das terras da Vila Nhocuné) estava esperando por um tempão e que era ridículo um homem furar fila e o funcionário não fazer nada.

Sabem o que o Bahuan respondeu? Que se eu quisesse tanto as estantes que eu pegasse sozinha. Porque o funcionário estava o ajudando a pegar uma mesinha.

Sabem o que a Lady Ana Karina respondeu?

"Essa mesinha não pesa nem um quilo e eu cheguei primeiro. Preciso da ajuda de um homem para coloca-las em meu carrinho."

Sabem o que esse dálit me solta em tom de deboche?

"Mulheres ocidentais sempre dizem que não precisam de homem."

E riu.

Meo. Meeeeeeeeeeeeo. Ele enfiou o dedo no cu do diabo. Só lembro dele rindo com a mão na pança de 8 meses de gravidez de gêmeos. Fechei a mão em forma de concha e coloquei na frente do meu rosto. Porque quando eu fico brava começo a chorar e não queria dar o gostinho. Mas ele percebeu e começou a rir mais.

Enquanto o inglês ficava bege com tanta grosseria, eu inspirei, expirei e disse baixinho:

"É por isso que o senhor é gordo, é feio, é brega e careca! Deus castiga! Olha pra mim... Deus me premiou!"

(estava linda de calça preta pantalona, casaquinho pretinho justo, meus maravilhoooosos óculos Givenchy no alto da cabeça e uma make up basiquinha que deixou meus olhos LINDOS, LIIIINDOOOOSSSSSS, meu relógio CK dourado que berra "rykah, rykah" - Má, obrigada - e uma bolsa azul turquesa e dourada ma-ra-vi-lho-saaaaa)

E caminhei. Porque nunca pensei que um ser humano (quá, aquilo era um animal de teta, e de tetas grandes e flácidas que tive o desprazer de notar pela camisa justa) pudesse descer tão baixo. Dei as costas porque sou brasileira e gosto de ter sempre a última palavra, hah. E porque estava correndo ao toilette porque precisava chorar de ódio. Me senti muito humilhada por aquela minhoca obesa.

Mas é aquela coisa... Deus castiga uns e dá coisas boas a quem merece. Como sou uma menina legal, boa filha, boa amiga, boa companheira, ajudo os animaizinhos... Camilla, você não sabe como aquela sua mensagem me fez bem. :) Aliás, quem tem os amigos que eu tenho não precisa de mais nada.

E pro Golimar, hm, espero que ele se lembre de mim quando a próxima hemorróida coincidir com o próximo desconforto anal causado por oxíuros - ainda hei de vê-lo coçando o frófis numa quininha de mesa do IKEA.

Vocês sabem, karma is a bitch. Meu Chuck Norris interior tem um je ne sais quoi de Beatrix Kiddo.

música da copa - para quem ainda não viu...

Tão bonitinha a músiquinha da Copa com a libanesa Nancy Ajram. Adorei, acho-a muito fofa - apesar das bochechas de mamão macho, do Fofão e da Fofão.


Não páro de cantar, aqui. Shagga ba'alamak dah, ba'alamak da, ba'alamak da, ba'alamak da, ba'alamak da!!!

(e vamos combinar que o árabe mais bonito é o libanês, não?)

eu e o Chuck Norris

Aê, quer se irritar pa carai em Dubai numa sexta-feira ou sábado? Saia de casa. Saia de casa e vá a um shopping. Pois...


Estava eu deprimida curtindo minha TPM prolongada (obrigada, Yasmin, por bagunçar meus hormônios) enquanto a minha Menstruação Buarque de Hollanda - o Chico - não vem. O salário caiu e decidi sair de casa para comprar coisas pra casa (o que sempre faço quando estou de bode e, oba oba, Summer Sales em Dubai, tudo com até 70% a menos!!!), já que sempre me sinto obesa e não quero nem experimentar roupas.

Primeiro fui a Daiso, uma lojinha de cacarecada japonesa daquelas "tudo por 100 ienes". Só que aqui é tudo por 6 Dirhams, um roubo, já que 100 ienes daria uns 3 durrões e alguns quebraditchos. Mas é o que temos pra hoje.

Estava escolhendo qual tigelinha miguxa eu compraria para colocar petisquinhos quando uma senhorinha indiana atrás de mim soltou um sonoro arroto.

É, galera. Arroto. Tipo... BUUUUURP.

Fiquei bege, khaki (gosto de escrever assim porque a palavra vem do persa e significa "sujo de areia" então, antes de me corrigir, vá tomar no... vixe, TPM batendo merrrmo). Virei os olhos e fiz minha cara de nojinho típica: aquela puxadinha de boca e o olhar de Paola Bracho ao melhor estilo "te desprezo".

Pelas roupas e pelo acessórios vi que a família era daquelas de casta alta que bate em dalit e cheia da grana - mas bem miserável para comprar cortina na loja de 6 durrões (típico, típico). O pai tinha um celular Vertu, oeeee?

Isso me deu mais odinho e me deixou bem mais cagada de nervosinha. Porque a inveja me corrói huahuahua e eu que esse mês queria tanto ter trocado meu Blackberry Curve por um Bold terei que esperar o mês que vem. Tô lá comprando tigelinhas miguxas de porcelana pra minha festinha de niver com a flatmate e essa gente encardida miserável andando de celular que custa mais que um carro eruptando atrás de moi. Grrrrr!

Bem. Não contente a velhinha solta um arroto ainda maior quando está ao meu lado na seção de utensílios de confeitaria. Tipo... Senti o cheiro do chana massala que essa leitoa comeu no café da manhã enquanto escolhinha forminhas de papel com bichinhos para os meus lindos cupcakes. Porque ela estava com o rosto praticamente na minha cara enquanto abaixávamos para pegar esses papéis de docinhos. Lógico que ela fez de propósito.

1, 2, 3, 4... 5, 6, 7, 8, 9... 10, 11, 12, 13...

"Meo, a senhora é uma puta véia porca, meeeeo" - foi que disse. Em português, porque não sou idiota. E com todo o meu sotaque paulistano que tenho direito. E se fosse de Goa? Bem, foda-se, puta velha porca, meo. Se a cultura dela diz que arrotar é bonito, foda-se, que não faça isso na minha cara.

Nunca mais vou comer chana massala. Aliás, nunca comi.

Hehehehe. Aí minha amiga Camilla me perguntou: e se a velhinha não fosse indiana, mas uma Emirati ?

Pausa para explicação: o gentílico para as pessoas nascidas nos Emirados Árabes Unidos, segundo o manual de redação da Folha de S. Paulo, seria apenas "árabe". Isso segundo o manual antigo porque o Rogério ainda não me mandou o novo que prometeu (hehehe). Logo, vou me referir sempre aos nativos dos E.A.U. como "emiratis", já que "árabe" é um conceito muito amplo.

Voltando ao post... Aí minha amiga Camilla me perguntou: e se a velhinha não fosse indiana, mas uma Emirati ?

Hehehe, se fosse Emirati a gente bateria palma e diria "nossa, que lindo, me ensina?". Porque não somos idiotas e deportação, quem curte?

Porque aqui, se um local bate no seu carro... De quem é a culpa? SUA, sempre. Acho isso meio pau-no-cu, mas eu adoro meu estilo de vida. Então... Calemos a boca, não? ;)

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua