terça-feira, 13 de abril de 2010

estupro nos Emirados

Aproveitando o assunto dos homens do subcontinente... Hoje a polêmica do dia no meu salão de cabeleireiros foi o caso das filipinas estupradas. Uma teve o seio cortado e sangrou até a morte. A outra escapou com vida mas sofreu cortes terríveis. O vídeo está aqui e não recomendo a quem tenha estômago fraco.


Não consegui googlar sobre o assunto porque a maioria dos sites são bloqueados. E nada foi publicado pela imprensa oficial, lógico.

Dizem que os estupradores eram paquistaneses. Um deles era o taxista que dirigia o carro onde as duas caíram no sono após consumir álcool em uma festa.

A filipina que aparece no vídeo faleceu três dias após ser socorrida no hospital. Sinceramente, deve ter sido melhor para ela. Porque se viva estivesse ainda, além de ter que lidar com esse trauma para o resto da vida somado a desfiguração, ainda seria humilhada e punida. Afinal é sabido que, nos Emirados Árabes, a culpa do estupro SEMPRE é da mulher.

Porque um beijo na boca em lugar público parece gerar muito mais discussão do que esse crime.

E o que me faz, mais uma vez, voltar a insistir:

- Se quer beber em Dubai, faça isso em casa. Se sair com amigos tenha CERTEZA que são amigos de verdade e não vão te enfiar em um taxi as 3 da manhã.

- Tire logo sua licença de motorista. Hoje mesmo um motorista me perguntou se eu era casada e mais uma sabatina de perguntas pessoais. Beibe, a vida no Paquistão vale menos do que um punhado de haxixe. Você realmente acha que, ao chegar em Dubai, um pathan da zona tribal vai olhar para sua carinha de boneca e não ter vontade de te estuprar? Muitos não tem nada a perder.

- Não seja Pollyana. Isso aqui não é Genebra.

12 comentários:

Patricia disse...

Meu Deus, que horror!

Samantha disse...

Meu Deus, que absurdo! E tem gente que acha que tudo é lindo e maravilhoso, só porque é uma cultura milenar.
Tenho uma conhecida que se ferrou bonito no relacionamento com um indiano. Sem querer generalizar, mas é complicado.

Passa logo num concurso publico (lembro q vc comentou uma vez) e vem pra cá!

Marrie disse...

Absurdo eh a unica palavra quem vem a mente.

Ooo lib, vem morar aqui na Belgica, trabalhar na Sn Brussels e cair de bebada pela rua e ainda ser capaz de achar um ser que te mostre o caminho de casa estupro-free.

Me ofereco como companheira de bar.

mintaka disse...

http://gulfnews.com/news/gulf/uae/crime/gruesome-video-of-brutally-raped-filipinas-in-abu-dhabi-ruled-a-hoax-1.611563

é hoax mesmo?

Marcos disse...

Olha, uma das coisas que mais me deixa revoltado é a violencia contra a mulher... não assisti o video, não quero ter essa imagem na minha mente... só espero que esses filhosdaputa sofram muito na vida.

jellyben disse...

Libanesa esse post nao e muito diferente do Japao em relacao a ter envolvimento com mulheres filipinas.
Moro aqui em Yokosuka do lado de Tokyo e ao decorrer do tempo em que eu resido aqui ouço e vejo em noticiarios japoneses muitas noticias com as cujas envolvidas. A maioria aqui das filipinas trabalham em bares mais conhecidos com Sunakos ou seja Pub's.
Ano de 2007 foram 2 casos de filipinas mortas e cortadas em fatias. Uma foi guardada no refrigerador do homicida, a outra dentro de um locker em uma estaçao de trem. Ano passado 1 filipina foi encontrada morta e estuprada dentro de um banheiro publico.
Nunca ouvi casos desse tipo com Russas,brasileiras ou outra raca aqui.
E claro que o pais onde voce vive atualmente e diferente daqui, porque aqui acontecem mais com elas e ai pode acontecer com qualquer uma ne?! Adorei ler seu blog e poder aprender mais sobre a cultura Libanesa. Vou te seguir. Bjos e cuidado ao andar de taxi.

Desculpe pelos erros nos acentos. O teclado nao tem. Bjs

RAFAEL disse...

eu hein!! que medo desse lugar.

abraço

nadure disse...

Viva!
O video foi retirado do Google. Sabe se ainda està disponivel noutro site ?

Daniel disse...

Estou pretérito, Lib. Claro que sei que aí tem regras de conduta social mais rígidas para vocês mulheres e você tem que conviver com elas, mas
eu pensava que os EA fossem a "menos piorzinha" das repúblicas islâmicas do oriente médio+subcontinente.

Alexandre Lucas disse...

Lib,

"Não seja Pollyana. Isso aqui não é Genebra." Nunca pensei ouvir uma verdade destas com tanta franqueza de você em público ;)

Daniel,

Os EA são: a "menos piorzinha" das repúblicas islâmicas do oriente médio+subcontinente.

yallah disse...

Deprê. Mais deprê ainda é constatar a quantidade de bellydancers brasileiras se matando para ir morar aí, achando tudo lindo. Se para uma mulher "à paisana" a coisa é complicada imagina pra uma bellydancer deslumbrada...

Marina disse...

Sei bem o que é isso! Quando estive aí, visitando a Mari, ela sempre me dava bronca porque eu sorria demais, e eu achando que era exagero dela. Até o dia em que, sendo simpática com um garçon libanês, contei que meu avô era patrício dele. Pra quê? O cara achou que eu estava dando mole. O bom disso é que ganhamos dezenas de pãezinhos quentinhos. Mas que foi um saco ter de ficar dizendo que não queria me encontrar com ele, foi!

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua