segunda-feira, 23 de agosto de 2010

"é que no Líbano não existe mulher bonita..."

Hoje passei um nervoso no Long's Bar: conversava com um brasileiro que dizia detestar libanês. Atê aí não me surpreendi, afinal, muitos libaneses que vivem aqui em Dubai são realmente o cu da cobra. E não podemos ter altas expectativas com pessoas. É difícil sair do senso comum, enxergar além, vencer preconceitos, não generalizar. Logo, não esperava que conversaria com a pessoa mais douta do mundo ali, naquela mesa de bar. Mas quando o cara sabe que você tem ascendência libanesa e continua a disparar comentários como "cabelo de libanesa é tão ruim que é grosso como um canudinho" ou "quando a libanesa tira calça, é uma gelatina" ou "não tem mulher bonita no Líbano"... É porque: 1. O cara está mal intencionado; 2. O cara tem alguma deficiência; 3. As duas coisas.


Entendo da seguinte forma: como ele sabia que na minha mistura tinha italiano, achou me me isentaria da metralhada de ofensas. Não cogitou em momento algum que eu poderia ter tias 100% libanesas ou primas ou amigas, ou que minha mãe poderia ser libanesa libanesa. Bem, minhas amigas Shadya e Nadya são 100% libanesas (nascidas no Brasil, mas de origem 100% libanesa) e são lindas demais.

No Líbano não tem mulher bonita? Meu querido: visite o Líbano. Expanda seu networking: existem pessoas fantásticas da terrinha. Lindas não só fisicamente, mas com um "conjunto da obra" perfeito. Visite os clubes libaneses e sírios em São Paulo, procure enxergar além do esteriótipo, veja além do lugar comum. Líbano não é só quibe, dança do ventre e libanês pobre pagando de gatinho na balada.

Entendo que você tenha uma certa frustração com os libaneses em Dubai. Até aí eu também tenho minhas ressalvas. Mas abrir a boca pra dizer que no Líbano a qualidade da mulherada é baixa, bem, aí o bicho pega mais embaixo comigo.

Sei que não é fácil. Exige treino, viagens, mente aberta e uma boa dose de inteligência. It's a kind of magic. Mesmo assim: fica a dica. É por isso que tenho meus leitores maravilhosos que não se surpreendem porque eu amo o Paquistão... E é por isso que amo meus leitores maravilhosos que sempre me ensinam algo.

Aliás, a mocinha da foto, Haifa Wehbe, como podemos ver, é horrorosa... Assim como eu sou, vejam a minha foto na coluna da esquerda. Não sou tão feia porque tenho outras misturas. E, poxa, tem monstro pior do que a Dina Jamal, a dançarina abaixo?... NOT!

4 comentários:

Phophina disse...

todas as três horrendas - é porque sao libanesas ou de origem lib., claro! hahahahaha! Adoro generalizar como o seu amigo, ou será inimigo? O máximo essa dança do ventre, com essa feiosa, queria ser tao feiosa como ela! Só tenho o peitao igual, hahahaha...

Marrie disse...

Olha, como boa leitora que sou desse blog quero dizer que venho aqui justamente pra aprender mais sobre o lado de la, justamente pq nao tive ainda de conhecer e as dicas aqui sao otimas.
To viajando pelas arabias e paquistao atraves da srta!

e digo mais, me arranja essa barriga de gelatina dela que ta 800 vezes melhor q a minha!

Juju disse...

Gente feia ou linda tem em todo canto, o cara é um boçal. Se é pra defender a beleza made in Líbano ,eu fico com a Nadine Labaki, que está deslumbrante em Caramelo. Não é plastificada, é linda e diretora bem sucedida. Maravilhosa!Pela sua foto, vc tbm é linda e não passou pelo transformação da Haifa. Depois de botar peito, mexer no nariz, no queixo, alisar o cabelo e usar lente de contato azul, poxa, se assim ela não ficasse bonita tinha q se matar..

Já a Dina, eu adoro, a única bellydancer liba q eu consigo assistir, linda, linda. No quesito dança, as gordinhas do cairo humilham, pra mim ao menos!

bjs

Lady Metal disse...

Beleza do povo árabe >>>>>>>>>>>> abismo >>>>>>>>>>>> mais abismo >>>>>>>>>>>>>>>>> beleza do povo escandinavo. Principalmente porque aqui depois do 40 só tem canhão.

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua