sexta-feira, 29 de maio de 2009

quicando

Detox + TPM + Jakarta + piscina maravilhosa e eu no quarto sem querer expor a figura.

Mau humor. Nem me perguntem, vou fumar e ja volto porque aqui tem muito oxigenio. E me incomoda pencas.

Grrrrr.

Whateeever, se eu tiro a moderacao dos comentarios... Fica dificil saber quem comentou o que e quando. Nao uso so pra barrar neguinho me xingando, mas tambem como controle. :) Vou ver se consigo alguma forma inteligente de retirar a moderacao e manter o controle.

Marrie, caguei de rir. Adorei sua resposta em relacao ao cheque. Se bem que se fulano me pergunta se vou passar cheque, huahua, dou uma risadinha interna e penso "mas eu ja chuquei hoje"...

quarta-feira, 27 de maio de 2009

edredon

Lá fui eu levar meu edredon pra lavanderia. Neguinho me pára na rua pra perguntar o que estou fazendo com um edredon em meus braços.

Puta que pariu. Como ODEEEEIO gente idiota.

O que diabos eu faria com um edredon em minhas mãos:

a. Colocaria uma coleira e o levaria pra dar um rolê;

b. Extenderia no chão pra tomar sol na Sheikh Zayed Road;

c. Faria cabaninha pra gato de rua;

d. Chamaria a atenção e enfiaria no cu de quem me fizesse essa pergunta cretina;

e. LEVARIA PARA A LAVANDERIA, PORRA!

??????

Grrr. Vãocagá.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

o bichinho de pelúcia libanês

Tô mudando o nome da minha amiga - senão ela me mata! Mas a história é essa:

Lucy é uma amiga minha gostosona que estava namorando um libanês gato que trabalhava aqui do lado de casa. O guri era uma fofura, praticamente um bichinho de pelúcia. Até porque era bem peludo.

Toda vez que faziam amor (huahuahua, adoro esse termo, é tão Amado Batista) Lucy se irritava. Porque a cama ficava cheia de pêlos. Apesar desse inconveniente o casal ia bem.

Um dia soube que o namoro acabou. Porque o libanês flagrou Lucy passando o aspirador de pó na cama após o ato, virou bicho e saiu quicando.

O que eu disse para minha amiga?

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA!!! Quase me mijei de rir, isso sim!!!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Don Quichotte x Don Quijote Marijuana

Meldeeels, meus vizinhos libaneses estão ouvindo isso aqui:



Ah, sim. São quase 5 da manhã em Dubai. E essa libanesada não tem consideração nenhuma. Bem, como também sou corticeira, vou me vingar. Nada contra dar um pulo em 1985, afinal, adoro essa década. Mas, ó porra, não às 5 da manhã. Grrr.

Vou soltar essa aqui às 10 da manhã, horário correto e quando esses filhos duma charmuta bixiguenta estiverem dormindo.

Até porque a versão do Brujeria chuta glúteos.



Huahuahua, eu AMO Brujeria. E tão fudidos porque meu Ipod bomba com essas porcarias do Brujeria e toda sorte de trash e death metal. Huar-huar-huar.

Ninguém nem imagina mas já fui até em show do Napalm Death. Beijosmemandapombocorreio.

bafômetro #fail

HUAHUAHUAHUAHUAHUA, ADORO O VELHINHO E O BAFÔMETRO!



* dica da Lise, lógico.

tentação

*roubei do Celso. Que roubou do Daniel.

Dureza. Eu só queria chiqueza.

Estava conversando com o bofe sobre os planos para meu aniversário. Queríamos celebrar em grand estilo, logo, cogitei um jantar no Ossiano, o famoso restaurante underwater do chef Santi Santamaria, o famoooso chef três estrelas do Guia Michelin.

Então vi o preço. Praticamente uma prestação de uma BMW cabriolet que ando namorando. Sinceramente, acho que de vez enquando uma auto-indulgência é super válida. Mas gastar esse bolão de dinheiro em comida...

... Sendo que pelo preço da conta posso me hospedar aqui por um dia (com meus milhares de descontos de funcionária da companhia aérea)... É de cagar, né. Até, porque, no final, tudo vira cocô.

Decidimos, então, nos empanturrarmos no high tea do Burj Al Arab no dia 7 de junho e, depois, um jantar no restaurante mais romântico de Dubai, o maravilhoso Pad Thai: um tailandês no Hotel Al Qasr, no maraaaavilhoooso Madinat Jumeirah. Após um passeio em uma abra (barquinho típico), um jantar caprichado com música e dança tailandesa.

E o melhor é saber que o total da conta do Pad Thai (para duas pessoas) somado ao high tea no Burj Al Arab (também para duas pessoas) corresponde apenas ao total para uma pessoa no Ossiano.

E finalmente vou estrear minha blusa cinza cheia de brilhos. É Dubai, bil. É Las Vegas.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Procurando namorado novo.

Huahuahua, nao, ainda nao estou solteira. Embora o marido me teste a paciencia 24/7, eu gosto daquela tranqueira e ate agora nao achei nada melhor. O pior e que viciei tanto na raca que me pego fucando Orkut de indiano, paqui, sri lanka. Huahuahua, que nem fumante que cata bituca de cigarro no chao ou cachaceiro que vira alcool Zulu. Isso e muuuito triste e faco um apelo a pessoa que me fez essa amarracao que retire a macumba. Pelamor, ne. No mais, como tenho cadeira cativa no inferno, compartilho com minhazamigadonadecasa os meus achados. Huahuahua, esse ai ao lado ate que enganava ate postar essa foto a la Tess Models com chinelinho e tudo. Agora me deem licenca que vou ali excluir essa amizade e ja volto. Kkkkk, vergonha de moi meme.

domingo, 10 de maio de 2009

Feliz dia das mães.

Porque diferente das outras mães gordas de cabelo curtinho... A minha mãe é magra, lisa e loira. Huahuahuahua. Mas coooome que é uma beleza.

Diva Giannini, ops, digo, Sylvia Fine e Fran. Porque minha avó era, essa sim, uma cópia da mãe da Nanny. A diferença é que também era magra, lisa e loira. Hmmm.

Feliz dia das mães pra minha mãe e pra minha avó... Que está me esperando em algum cantinho do inferno para falarmos mal das mães barangas dos outros. Mwahuahuahua!

Giannini e Buairide power! Sorry, purgatório.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Porque hoje é sexta.

Royksopp e infográficos. A turca adora.

Rap do Comissário.

Porque eu quero super fazer um speech forró-brega nos vôos para São Paulo. Já que a Stephanny furou meus zóio, bóra.



Huahuahua, tinha que ser a SouthWest Airlines. Muito esculacho, muita gente desinibida.

Sorry pelo template cagado.

Vou pedir pra webmaster ver o que se passa com a base lateral.

terça-feira, 5 de maio de 2009

GO WEST!

Recebi a melhor notícia da semana: FÉRIAS NÃO REMUNERADAS EM SETEMBRO. Huahuahua, fui bem espeRRRtinha porque pedi logo no meu mês de reserva. E vou passar um mês no Brasil! URUUUUU!!!

Gente, tô indo pro ocidente me lavá dessas imundiça! Quero cinema estrangeiro (aqui só tem filme de débil mental e comédia romântica), quero churrasco na laje, quero show do Amado Batista, quero pândega com a minha patota blogayra, quero dirigir na Rio Santos, quero beijar meu poodle e passear com a mamãe.

*Quicando pelo apartamento de alegria com o laptop ligado na caixa de som ouvingo GO WEST*



AAAAAAAAAAAAAAAAAAH! PORRA! :)

sexta-feira, 1 de maio de 2009

sobre os porcos





Não me entendam mal. Não estou aqui fazendo a boa muçulmana ou a menina saudável. Mas eu os explico, agora, porque não gosto de carne de porco: Primeiro, vejam só essa foto. Ui, cuti-cuti. Segundo, acho o sabor forte e ODEIO. Terceiro... Trauma familiar.

Não vou citar o nome dos parentes, até porque eles me processariam. Eles fazem tudo por dinheiro, vocês não tem idéia. Mas é uma parte da família italiana, um povo bem cocozento que mora numa cidade ainda mais chorumenta em algum lugar do litoral sul de São Paulo.

Lembro das férias no litoral, tão gostosas... Mas que sempre terminavam com uma espichada a essa casa de família nessa cidade xexelenta muito próxima. E sempre rolava um leitão a pururuca em uma determinada época do ano. Lá iam os parentes até o açougue e traziam o bichinho inteiro pra casa. Ainda com dentinhos e olhos (que eram arrancados na cozinha da família). Um terror.

Uma das parentas, uma véia chata, passava o dia na cozinha maltratando o bichinho. E eu, lá fora, brincando com minha prima na bicicleta, ia até a cozinha para beber água constantemente e era obrigada a vislumbrar esse massacre da véia histérica. Ela então erguia a cabeça do cadáver do porquinho, fazia uma vozinha infantil e dizia que o porquinho estava sorrindo: "oi crianças, vejam meu sorriso colgate!".

Ah, sim. Estava sorrindo depois de morto e muito feliz por ser estripado, dezoiado, pururucado. Acho que anos de Clube do Bolinha, Domingão do Faustão e Raul Gil realmente derrete o cérebro das pessoas.

E quando o bichinho estava no ponto, a família se reunia na mesa e todos se estapeavam para ver quem comeria o rabinho crocante do bicho. Aí que o zio obeso fazia aquele resto mortal torrado sumir entre seus dentes enquando limpava os dedos engordurados na toalha florida.

Não vou divagar mais sobre a minha infância pois não pretendo fazer um remake de Amarcord. Mas tá aí, agora vocês sabem porque tenho HORROR a carne suína.

E também porque sou menina saudável e boa muçulmana, tá bowa?

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua