segunda-feira, 29 de março de 2010

this is the day

Comecando hoje. Dia de empacotar, levar o que vale a pena e deixar o que nao presta para tras. Treinando mais uma vez meu desapego aos lugares, as pessoas. O que aqui deixo nao vai valer menos do que vou viver em minha nova fase. A saudade amacia o coracao, aprendi a amar demais uma geminiana que aqui vive e sempre amei demais a ariana, como uma irma. Acho que ela nem imagina como. Chega o dia em que vidas tomam caminhos diferentes. Nao sentirei saudades da minha janela panoramica que me apavora - tenho horrores de altura, tampouco da pilha de louca e o terrivel cheiro de cigarro. Mas o colo da melhor amiga, as risadas e a amizade com uma pessoa que nunca imaginei me dar bem, oras, isso e minha lembranca mais valiosa deste lugar.

Sentirei saudades dos vizinhos. Da risada do Gui, do carinho do Dan. Do nosso porteiro pathan mal encarado que nos fazia favores quando menos imaginamos. Do meu elevador cheio de hieroglifos, das experiencias quase colegiais de meninas crescidas fumando no corredor do predio sem autorizacao.

Volto para Al Barsha. Nao me adaptei a Sheikh Zayed. Sempre fui nerd, nunca gostei do barulho da noite e de suas criaturas. Preciso de um porto-seguro que me ajude a criar disciplina - o que parece uma tarefa impossivel para uma geminiana com ascendente em aquario. MBA, deixar meu arabe fluente, estudar para voltar pra casa.

Perdoem-me, meninas. Obrigada por tudo.

domingo, 28 de março de 2010

meu cu

Sem paciencia pra gente burra me chamando de preconceituosa porque usei um termo regional para me referir a Stefhany. Bandinho de gente falsamente politicamente correta que diz que sou preconceituosa por usar o termo "baianice" mas, no mesmo comentario, me chama de paulista jeca. Nao que isso me ofenda, mas to sem paciencia para filtrar tanto comentario imbecil.

Desculpem-me se ofendi alguem. Realmente nao foi minha intencao, se digitei essa palavra e porque aqui tenho a liberdade em dizer o que eu penso. Nao mais a digitarei.

Nao tenho nada contra o Nordeste. Alias, so nao tenho nada contra como adoro. Infelizmente nunca pisei em nada mais ao norte do nosso pais do que Rio de Janeiro. Uma pena. Logo, nao adianta dizer que sou uma caipira que invade essa regiao. Invasao e coisa de sem-terra, se viajar a turismo com certeza levarei meu rico dinheirinho a industria turistica de sua cidade.

No mais, pelamor, parem de me bajular no Facebook e na minha caixa de e-mails porque querem dicas sobre namorado paquistanes. Porque quando precisam de dicas sobre visto, viagens e demais procedimentos, sou a melhor amiga de todo mundo, sou suuuper legal. Mas basta usar um termo paulistanissimo e pronto, sou um monstro preconceituoso.

Ja expliquei.

Se, mesmo assim, ainda me acha uma vaca, para de vir aqui, carai. Va plantar uma arvore, ordenhar uma vaca, jogar Farmville, va ler uma cartilha politicamente correta e militar dizendo que a revista "Veja" ofende aos dificientes visuais.

Ate porque tenho uma grande amiga que vive utilizando o termo "paulista" como algo pejorativo e estou longe de me sentir ofendida. Sou inteligente o suficiente para lidar com o humor politicamente incorreto brasileiro. E, tambem, para entender que certos regionalismos nao significam que alguem e escroto. Ate porque a maioria dos gauchos e mineiros que conheco levam seus esteriotipos na boa. Se voce se doeu, me desculpe.

Se vai parar de ler meu blog, bem, cada um com seus pobrema ne amiguinho? Vou dormir na saboneteira. Ate porque tenho novidades muito legais pintando na minha vida e nao vou me calar porque a patrulha politicamente correta chegou.

beijos da turca

quinta-feira, 25 de março de 2010

entrevista com Sr. Trololo

TPM feelings #3

Voltei do Mall. O filme do Sharukhao Garbosao nao mais estava em cartaz. Damm it. Nao encontrei um quadro do Sheikh Mo. Mas comi chocolate. E pizza. E fui pra academia, entao, foda-se.

No fast-food que vendia a pizza a mao de obra pouco qualificada e barata colocou catchup no meu pedaco. Realmente, ela nao tinha amor a vida. Contei ate dez, fui para minha mesa e limpei com o guardanapo. Senao a pipipi tomaria um hadouken gostoso.

Nisso um gordinho baixinho pergunta se pode se sentar ao meu lado. Tipos... O shopping estava VAZIO. Porra. Disse que sim. Desde que nao tentasse puxar papo comigo. Ja gonguei ali. Obviamente ele nem se sentou. Afinal, sou uma pessoa desagradavel e hormonalmente desequilibrada.

Que comprou um sapato lindo muito alem do orcamento permitido. Foda-se.

TPM feelings # 2

My Name is Khan

Sharukhao Garbosao pagando de mocorongo + Kajol, linda como sempre... Imperdivel. Vou la, depois conto tudo.

Yasmin Feelings

Ando deprimida, mal humorada e com odinho do mundo. Fico feliz em saber que nao tenho motivo para tanto. Mas fico triste porque sei que isso e efeito da pilula, a maldita Yasmin, que, alem de engordar e me dar espinha, me escraviza emocionalmente em mudancas de humor bem bruscas. Como se nao me bastasse esse pardieiro hormonal em meu corpo, meus melhores amigos estao caindo ao meu lado em relacionamentos que nao dao certo e outros tipos de drama. E a gastroenterite. Sim, a culpa sempre e dos energeticos. Nessas horas da vontade de nunca mais engolir uma pilula, ligar as trompas e fazer a Angelina. Ate porque tenho medo de ter filho feio. Prefiro adotar um bonitinho no Cambodja ou uma paquistinha la no norte de Peshawar. Tanta crianca precisando de lar e eu aqui sempre fertil... Porra, Deus! Mas em tempos de TPM apocaliptica (porque a tensao que a Yasmin me da nao e bolinho), tenho my very own ways para lidar com isso:

1. Chocolate. E que se foda.
2. Compras. Salario caiu na conta, vou rica pro Mall e foda-se tudo.
3. Shahrukh Khan. Quando o hormonio aperta, acho ate esse baianao bollywoodiano bonito. Vou assistir My Name is Khan SOZINHA, vou chorar SOZINHA, vou me entupir de M&M SOZINHA. Foda-se.
4. Comprar um quadro com o rosto do Sheikh Mohammed para colocar na minha sala. Sheikh Mo e alegria, e Dubai, e curticao e toda a galera vai pirar. Acha baiano? Foda-se.
5. Cupcakes. Nunca os fiz, mas hoje os farei. Nao para engordar ainda mais o meu rabico, mas porque e aniversario de uma penca de arianos. Sim, sei, todos estao longe. Mas, foda-se.

quarta-feira, 24 de março de 2010

chunari chunari

Hoje fiz 6 series de abdominais e comecei uma dieta depois de ver esse clipe no repeat. Putz, que indiana LINDA, que roupas lindas (a primeira e a ultima, desconsiderem a baianice da saia verde), que dancinha fofa, que musica deliciosa (agradeco a minha amiga Sita que me ensinou a letra, pronuncia e traducao la em Pequim). Ouco essa musica no repeat quando tenho um dia de merda. Porque tive um dia de muita merda.

segunda-feira, 15 de março de 2010

telefone

Me lembra uma bad trip de Buscopan. Só me faz acha-la mais feia e algo ainda menos inédito: joga no liqüidificador uma Madonna, uma tia iraniana e a Els Pinoo (vocalista do Vive la Fête, que, aliás, é a Gaga sem a cara feia em versão eletro). Ainda bota a Beyonça gostosona e com uma puta voz pra roubar a cena. A única coisa que gosto dessa putiça toda são os clipes. Esse tá legalzinho, mas ainda prefiro Paparazzi - que, aliás, é a segunda música que consigo gostar mas ainda está fora do meu Ipod. Telephone, Poker Face e essas outras bobices poperôs, se entrarem no meu Ipod, irão pro mesmo folder de Double You.

Já Els Pinoo, bem, ela tem uma pasta inteirinha no meu tocador de mp3 hiperhypado. E todos os CDs devidamente comprados na minha coleção. Beijos.

banquete de mosquito

Contei 23 picadas novas de mosquito. Hoje. Eita Brasil. Quando comecei a sentir falta de ar e um início de reação alérgica nem curti muito. Haja OFF e vela de citronella.

Omeprazol, Bezetacil. E, agora, sou alérgica a picada de mosquito. Que bom, isso.

sexta-feira, 12 de março de 2010

desamassamento, solda e pintura

Dizem que a mulher pode ter um ótimo namorado mas, se não tiver um bom cabeleireiro, será incompleta. Bem, não preciso nem dizer que quase me debulhei em lágrimas quando soube que o Rogério se fué, abandonou o salão onde trato meu picumã e me deixou em prantos. Bandido, cachorro. Deve estar agora alisando algum cabelo que uma jararaca qualquer em outra comarca.


Mas assim como namorados a fila também anda para os cabeleireiros. Hoje fui apresentada ao Alexandro, um cabeleireiro novo e geminiano como eu. Passei algumas horas ao lado dele no estica e puxa e a química foi instantânea: meu cabelo está lindo, brilhante, wellastradíssimo mas ainda com muito movimento e uma franjinha luxo.

É verdade que ameacei atacá-lo com o cabo do pincel caso ele errasse a medida de minhas franjas, afinal, benhê, cara de moça dos palitos Gina quem curte? Confesso que fiquei aflita nas 4 primeiras horas. Gostei, também, de seu método não-ortodoxo de desfiar o cabelo: deitei na cadeira, joguei o cabelo para trás e alguns minutos e uma certa torcicolo depois, tchararam, um ótimo desfiado.
Ok que perdi no comprimento. Mas a culpa é minha porque judiei de minhas madeixas com laquês e outros artefatos que seguram o cabelo das bandejeiras.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Porra, Mauricio!





Tô cagando de rir desde manhã quando me mandaram esse link.
* Origada, Marcelo. Você nunca me deixa na mão, ui!

terça-feira, 9 de março de 2010

Nicole



Só eu que passei mal de morrer com o vestido luxo da Nicole? Reem Acra, a designer, é libanesa, aliás. Beijos.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Brasil, tô chegando!

Hey mamelucada de mi corazón!


Finalmente férias. Férias de casa, cachorro, praia e amigos. Porque minha última leave foi uma correria pela Ásia xexelenta com mi mamacita. Foi ótimo, mas cansativo. Agora vou pra casa para colocar as pernocas pra cima, me jogar na rede, ler, fazer pilhas de exames médicos e um canal. Woohoo.

Eu, hipocô que sou, já fico toda excitadinha pensando na minha próxima visita ao Drogão para comprar Voltarém, Rivothrilllll, Metiocolim e outras delicinhas da alopatia.

Não sei como vou colocar em cinco dias a Mercearia do Francês, coxinha da Ofner, Kebab Salonu, Café Havana e Suplicy, The Week, sushi do Mori, sonho da Dulca, café da tarde com milhares de guloseimas que minha mãe compra na fodíssima Boulevard (que dá pau em qualquer outra padoca atual em Higienópolis), karaokê xexelento, Loca, compras no Mercadão com sanduíche de mortadela Haram e cerveja, pandegada com a Ju na 25 de Março, tarde de compras na Livraria Cultura, tomar café Nespresso na casa do Tio Zetto com a cachorrada, sushi da Tia Matiko, passar uma manhã comprando shampoos e esmaltes de unha para as amigas filipinas na Ikesaki, comer acarajé, ir pra Cantareira e pra Santos tomar sorvete na Royal e comprar saída de praia da Renner pra usar com maiô da Rosa Chá.

(e depois nego me chocha dizendo que não tem nada pra fazer em Sampa... Pois... Tem. E muito. Compras e muita comida!)

Isso porque não posso escapar de uma tarde agradável na minha dentista fazendo um canal. E gineco e gastro e cabeleireiro e manicure e podólogo e depilação a la Brasil. :/

Ai, ai.

Mas sabem o que é mais legal? Depois dessa correria vou passar três dias em Colombo. Com meu manual de Safety and Emergency Procedures na praia, linda, estudando para meu recurrent. E o Duran Duran no Ipod, afinal, Sri Lanka é 'Save a Prayer' total.

sábado, 6 de março de 2010

É proibido. É coisa do capiroto. É politicamente incorreto. Dá celulite. Engorda. Mas, puta que pariu, como é bom tomar uma Coca Cola gorda depois de tanto tempo.


Coca Zero é meu cu.

Comofas? Maquiagem Árabe

Muita gente me pergunta sobre maquiagem árabe. Uma das minhas flatmates sempre pára para me ver passando delineador líquido. Na boa, tia Lib não sabe explicar COMOFAS, mas conhece uns bons tutoriais online.


Fiz curso de make up professional. Mas nunca exerci. E, confesso, aprendi muito mais vendo as amigas se maquiando. Fui ao céu quando minha amiga e make up guru Mishal, uma brasileira paquistanesa, me produziu toda. Ela faz o melhor look olhos negros que já vi.

Enfim, aqui vai um tutorial online foderoso sobre make up árabe. Não me choche. Eu sei que o visual é de drag. Mas pelos anos de experiência, vi que a preparação de pele e o exagero são os mesmos. Não me deixa mentir um post do dia 19/11/2007 do meu blog ainda no Uóóól.

A diferença é que, na vida real, a arabada depila a sobrancelha e tatua algo muito pior - para evitar todo esse trabalho de encher os eyebrows de corretivo e base e massa corrida e liquid paper e gesso e mais corretivo.

Mas gostei MUITO dos olhos que essa guria faz. É bem isso aê que você encontra numa tarde de domingo tomando um sorvete nos shoppings dubaianos.


Se quiser algo menos carregado, não faça o truque da sobrancelha e use uma base mais leve. Detesto esse pó compacto da MAC - que é caro, pesadíssimo e caga a pele. Nuschkur-Allah tenho uma pele boa livre de ziquiziras. Por isso só uso base líquida da Clarins. Ficadica.

E para uma make árabe mais light, por favor, pegue essa foto da Dalida e copie. Delineador + blush + batom nude é meu clássico Disney favorito depois da Pequena Sereia.


pras colegas

Quem é bandejeira como eu vai curtir. As amiga vai ficá babada.


Meu amor chegou, está no Brasil cheia de paixão louca para me amar.

Hahahahahahaha, senti vergonhinha.

terça-feira, 2 de março de 2010

e-mails do Libanesa

Gente. Mil desculpas. Esqueci COMPLETAMENTE do account ahlibanesa@gmail.com e só agora vi as pencas de e-mails. Peço desculpas pela demora, estou respondendo aos e-mails aos pouquinhos.


Gostaria de agradecer pelo carinho. Conheci muita gente bacana e espero conhecer mais. Ah, se me enviar um e-mail... Avisa via comment. Senão esqueço de checar esse account de novo!

Mal aê.

E, Thaís, não faço videos porque não sei fazer videocast. Mas se fizer, mostro minha coleção de make up. Só acho curioso que alguém tenha curiosidade em relação aos meus produtos de beleza. Não são milagrosos, não. Sou bonitinha de verdade, huahuahua.

Para falar comigo:

ahlibanesa@gmail.com - trying my best em responder a todos;

http://www.formspring.me/libanesa - quem dá ensinamento é Deus. Mas dou pequenas dicas.

E meus comments. :) Aliás vejam que blinkie mais fofucho:



Eu acho.

Template exclusivo para este blog encomendado no Templates da Lua